ÁSIA/BANGLADESH - A escassa alimentação limita o crescimento das crianças menores de 5 anos


Não obstante o crescimento econômico de 5% para 6% anual nos primeiros anos da década de 90, o precário estado nutricional de mulheres e crianças em Bangladesh ameaça a saúde e o bem-estar de todos os bengaleses e impede os progressos para alcançar os objetivos do milênio sobre a mortalidade materna e infantil e a pobreza. Em Bangladesh uma criança em 15 morre antes de completar cinco anos; 250 mil morrem a cada ano, antes de completar um mês de vida.

Segundo a organização 'Save the Children', 48.6% das crianças bengalesas menores de cinco anos são raquíticas e de estatura pequena para a idade, 13.3% são frágeis e com peso abaixo da média para a altura e 37.4% são magros para a idade que possuem. O governo de Bangladesh, para sensibilizar sobre o problema, disse que vai integrar programas nutricionais no setor da saúde e se comprometeu em combater a desnutrição e a mortalidade infantil entre as famílias pobres do país, mas o aumento dos preços dos alimentos está agravando a situação.

FONTE: Agência Fides - 16/2/2012

Comentários