30 de junho de 2015

#FalaSério: Trabalho infantil, perigoso e prejudicial para o crescimento físico e mental


Segundo as cifras oficiais, no Paraguai cerca de 436 mil crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos são usados para vários tipos de trabalho, numa população total de quase 7 milhões de pessoas. Destes, 96% desempenha trabalhos perigosos. 

29 de junho de 2015

Jovens Missionários da Consolata realizam encontro em Tapiratiba (SP)


Os Jovens Missionários da Consolata, do Grupo Alfa, da cidade de Tapiratiba (SP), realizaram neste domingo, 28, um encontro de formação e animação que contou com a participação de cerca de 50 adolescentes e jovens. Para assessorar o encontro, o grupo contou com a presença do seminarista da Consolata, o jovem Geoffrey Boriga; do casal Kelly Ribeiro e Rodrigo Piatezzi, membros da coordenação diocesana da Infância e Adolescência Missionária (IAM) na Diocese de São Miguel Paulista; e da assessora dos Jovens Missionários da Consolata da Comunidade de Nossa Senhora Aparecida, da Paróquia São Marcos, da Arquidiocese de São Paulo, Raquel Marina, que foram até a cidade especialmente para o encontro.

#GotasMissionárias: Sonho Divino


Em Jesus e por meio dele, Deus revelou seu projeto de salvação para toda a humanidade. Parece que foi o desfecho de um sonho divino que durou longo tempo. É exatamente por meio da revelação desse sonho que conhecemos e entendemos melhor o modo de ser do Pai, o quanto ele ama todas as pessoas do mundo (cf Jo 4,7-14).

28 de junho de 2015

#FalaSério: Mulheres e crianças se rebelam contra o casamento forçado


Chama-se “Aldepa” a associação de mulheres formada no norte de Camarões, onde o fenômeno do casamento precoce é muito difundido, que cuida da tutela das vítimas envolvidas neste ‘tráfico’. Oferece assistência jurídica às mães de adolescentes e paga a escola a 87 delas que foram resgatadas de casamentos precoces.

27 de junho de 2015

#FalaSério: No Paquistão as crianças não vão à escola para mendigar na rua


No Paquistão, centenas de milhares de meninos e meninas em idade escolar vivem e trabalham na rua, ganhando poucos centavos de dólar por dia para ajudar as respectivas famílias indigentes. Entre as iniciativas promovidas para ajudar esses menores, a ong paquistanesa The Citizen Foundation (CTF) organizou uma escola para aproximá-los dos livros e dos lápis dentro do campus Behram Rustomji, no vilarejo de Pipri, a 45 quilômetros de Sukkur, a terceira maior cidade da província de Sindh.