Header Ads

Projetos da Pontifícia Obra da Propagação da Fé para 2013



A 5ª Assembleia Nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé, que acompanha quatro atividades: Famílias, Idosos, Enfermos e Juventude Missionária, encerrou os trabalhos no fim da manhã deste domingo, 16, com um momento de espiritualidade e envio dos representantes dessas atividades que estiveram reunidos em Brasília desde a última quinta-feira, 13.

Os participantes refletiram neste domingo sobre a contribuição dos cofrinhos missionários, parte da metodologia da Juventude Missionária que mantém o sentido de comunhão com as Pontifícias Obras Missionárias. O secretário nacional da Propagação da Fé, padre Marcelo Gualberto, orientou os coordenadores estaduais da JM sobre a maneira correta de envio dos cofrinhos com a identificação devida. Ficou estabelecido que o dia 3 de dezembro, Dia do Padroeiro das Missões, São Francisco Xavier, deve-se enviar os cofrinhos à sede nacional das POM.

Também teve destaque a criação de uma equipe de articulação nacional da Juventude Missionária para as cinco macrorregiões. João Guilherme de Mello (região sul); Érica Júlia Ventura (sudeste); Darcilá Rodrigues (Centro-Oeste); Fernando Diego Furtado (Norte) e Jadson Bezerra (Nordeste).


Experiência Missionária
Após a primeira experiência missionária de verão organizada pelas Pontifícias Obras Missionárias do Paraguai, que teve a participação dos jovens missionários brasileiros, João Guilherme de Mello e Luane Lira, da JM de Alagoas, entre os dias 6 e 15 de janeiro deste ano, as POM do Brasil decidiram aumentar o número de vagas de duas para cinco a partir do próximo ano (5 a 13 de janeiro de 2013).

Envio
Jesus enviou seus discípulos dois a dois com a missão de transformar o mundo. Hoje, nós também somos enviados para incomodar as estruturas opressoras”, afirmou Dayane Cristina Pinto Neves, coordenadora da Juventude Missionária (JM) do estado de Rondônia, ao refletir sobre o envio dos primeiros discípulos. “Se a gente não está fazendo isso, não estamos cumprindo com a nossa missão. Como os discípulos, nós partimos com poucas coisas para nos dedicarmos mais ao trabalho que é justamente denunciar e transformar a realidade. Precisamos fazer a diferença”, completou.

Em seguida, dois a dois, tal como outrora, os discípulos missionários de hoje, lavaram as mãos, foram ungidos na fronte com o óleo e receberam a cruz do envio. O cântico entoado durante a cerimônia, “Envia-Me, Senhor!” (CD JM - Cantando a Missão), recordava o lema da Campanha da Fraternidade 2013: “Eis-me aqui, envia-me!” (Is 6,8) e o lema da Campanha Missionária 2013: “A quem eu te enviar, irás” (Jr 6,7b).

Fomos ungidos com o óleo e recebemos a cruz missionária. Sentimos mais uma vez o chamado e devemos aproveitar esta oportunidade. Ungidos e enviados pelo Senhor partimos animados por intercessão de Santa Terezinha e São Francisco Xavier (padroeiros das Missões)”, sublinhou padre Marcelo Gualberto Monteiro, secretário nacional da Pontifícia Obra da Propagação da Fé, antes de proferir a bênção.

Fúlvio Costa e Jaime Patias
FONTE: POM


Leia mais:







Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.