EUROPA/ALEMANHA - Os Cantores da Estrela e a benção à Tanzânia



Pela 55ª vez, nos dias que precedem 6 de janeiro, os "Cantores da Estrela" (Sternsinger) da Infância Missionária alemã desfilaram pelas ruas da Alemanha com seus cantos natalinos. "Levar a benção, ser benção: pela saúde na Tanzânia e em todo o mundo!" é o lema da Campanha deste ano, que verá nas dioceses alemãs cerca de meio milhão de meninos e meninas indo de porta em porta, vestidos de Reis Magos e levando a estrela cometa.

Na Tanzânia, país-símbolo da campanha dos Cantores da Estrela deste ano, cerca de metade dos 44 milhões de habitantes tem menos de 15 anos, mas em todo o país existem apenas 100 médicos pediatras. "O número de hospitais é insuficiente e as distâncias são enormes; os meios de transporte para doentes não são apropriados ou não existem. Esta é a realidade que encontramos na Tanzânia" - diz Dom Klaus Krämer, diretor nacional da Infância Missionária na Alemanha, "e por estes motivos, escolhemos a Tanzânia com país-símbolo da campanha deste ano".


Em 1° de janeiro de 2013, 20 Cantores da Estrela provenientes da Arquidiocese de Colônia participaram da celebração presidida pelo Papa Bento XVI na Basílica de São Pedro, para o Dia Mundial da Paz. Dois deles, vestindo os trajes tradicionais dos Reis Magos, participaram da procissão das ofertas. A chanceler alemã, Angela Merkel, recebeu no dia 4 de janeiro, em seu gabinete em Berlim, quatro jovens de cada uma das 27 dioceses alemãs, representando seus coetâneos que participam da Campanha.

Trajados como os Reis Magos, com a estrela cometa e seus cantos, no tempo de Natal e nos primeiros dias do ano novo, os "Cantores da Estrela" batem às portas das casas alemãs. Cerca de meio milhão de crianças nas paróquias católicas da Alemanha levarão a benção "C+M+B" ("Christus mansionem benedicat - Cristo abençoe esta casa") às famílias, coletando ofertas para seus coetâneos que sofrem em todo o mundo. A coleta dos "Cantores da Estrela" alemães se tornou a maior iniciativa de solidariedade em todo o mundo, na qual crianças se empenham em prol de seus coetâneos mais carentes.

FONTE: Agência Fides - 20/12/2012

Comentários