Erexim (RS) realiza festa missionária infantil no Santuário de Fátima


Enquanto em Maracaibo, Venezuela, acontecia o 4º Congresso Americano Missionário e 9º Congresso Missionário Latino-Americano (CAM 4 – Comla 9), a diocese de Erexim (RS) também realizava seu evento missionário.

A festa missionária infantil aconteceu na tarde deste sábado, 30 de novembro, no Santuário de Fátima, com mais de 250 crianças da Infância e Adolescência Missionárias (IAM), muitas delas acompanhadas de seus pais ou outros familiares.

Depois da saudação de dom José Gislon, bispo de Erexim e do coordenador diocesano de pastoral, padre Cezar Menegat, o encontro teve um relato da história da Infância e Adolescência Missionárias que chega a seus 170 anos, e a encenação dos dez compromissos diários dos seus integrantes: tornar Jesus conhecido e amado; colocar-se à disposição de todos com alegria; repartir seus bens com os que não têm, mesmo à custa de sacrifício; rezar todos os dias pelas crianças e adolescentes do mundo inteiro; louvar e agradecer a Deus pelos dons recebidos; manter-se bem informados sobre os acontecimentos que envolvem as pessoas de todos os continentes; reconhecer o que é bom da vida e da cultura dos outros povos, respeitando-os e valorizando-os; ser bem comportados e responsáveis em casa, na escola, na comunidade, evangelizando com o exemplo da própria vida; nunca desanimar diante das dificuldades; e tornar Nossa Senhora, a Mãe de todos os povos, conhecida e amada.


Cada um deles foi apresentado por um dos grupos das diversas paróquias e do Colégio São José através de pequenas reflexões e cantos coreografados. Irmã Zelinda Onghero, das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Auxiliadora, do Bairro Progresso, uma das assessoras diocesanas da IAM, conduziu as atividades e Irmão Darci Zacaron, dos Pobres Servos da Divina Providência, também do Bairro Progresso, animou os cantos. Depois das atividades de reflexão, oração e dinâmicas de animação, todos saíram do Santuário radiantes de alegria para o seu lanche e para a diversão nos quatro conjuntos infláveis do SESC, especialmente instalados para o evento.


Histórico
A Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM) foi fundada por dom Carlos Forbin-Janson, Bispo de Nancy, França, em 19 de maio de 1843. Hoje a IAM está presente em todos os continentes, em mais de 130 países.

Por que Infância?
Porque os protagonistas são as crianças e adolescentes, que se dedicam em favor das crianças do mundo inteiro, independentemente da cultura, raça ou religião.

Por que Missionária?
É missionária porque educa as crianças no crescimento da fé, inserindo-as nas atividades missionárias numa dimensão universal. Pelo compromisso do batismo, vivem concretamente a experiência da partilha da fé e seus bens com todas as crianças do mundo.

Por que é uma Obra Pontifícia?
Porque se diferencia de uma atividade apostólica transitória. Sua organização, a presença em todo o mundo, pelo seu testemunho e eficiência, tendo sido aprovada e assumida pelo Papa (Pio XI) como Obra evangelizadora a serviço de toda a Igreja.

Qual a sua finalidade?
Tem como finalidade suscitar o espírito missionário universal nas crianças, desenvolvendo-lhes o protagonismo na solidariedade e na evangelização e, por meio delas, em todo o Povo de Deus: "Crianças ajudam e evangelizam crian­ças". São crianças em favor de outras crianças.

Infância Missionária no Brasil
A Obra da Infância Missionária chegou ao Brasil em 1858, onde foi bem acolhida. Situações adversas, porém, obscureceram-lhe os objetivos. Reorganizou-se oficialmente em 1955, sob a direção do padre Paulo van de Zandt, CSSp. Na reelaboração do seu estatuto, ela ganhou projeção nacional. O 1.º Encontro Latino-Americano da Infância Missionária (1993), em Cali, na Colômbia, celebrou os 150 anos de fundação, e reacendeu sua “chama” no Brasil. Vinte assessores e 6 crianças participaram do encontro.

Ao regressar, eles empenharam-se na reorganização da entidade. O 2.º Encontro Latino-Americano (1995), em Caracas, na Venezuela, firmou-lhe as linhas de ação, a metodologia e a espiritualidade.

Encontros Nacionais
No mesmo ano (1995), aconteceu o Primeiro Encontro Nacional, em São Paulo, que definiu o seu caráter específico. Participaram crianças e assessores de dioceses de diversos estados brasileiros. Outros encontros regionais aconteceram. O 2.º Encontro Nacional foi em Vitória (ES), em 1996, durante o XIII Congresso Eucarístico Nacional. 270 assessores e 141 crianças, procedentes de 32 dioceses, representando 11 Regionais da CNBB, partilharam a experiência da reorganização da Obra. Nesse Encontro foi lançado o livro: “Infância Missionária: Diretrizes e Orientações”, hoje na 5.ª edição.

Dentre as atividades mais comuns estão os Encontros de Formação para Animadores da Infância Missionária (EFAIMs) realizados ao longo do ano em todos os regionais e estados do Brasil.

Este ano a Obra completa 170 de fundação e para marcar essa data instituiu-se o Ano da IAM no Brasil (maio de 2013 a maio de 2014).

1º Congresso Americano da IAM
Agora a Obra se prepara para celebrar o seu o 1º Congresso Americano a realizar-se em Aparecida (SP) nos dias 23 a 25 de maio de 2014.

Com o tema do Congresso é: “IAM da América a serviço da missão”, e o lema: “Vocês são meus amigos” (Jo 15,14), o evento espera reunir cerca de 600 assessores e coordenadores.

Fonte: Comunicação da Diocese de Erexim

Comentários