Header Ads

#FalaSério: 10 mil crianças imigrantes 'sumiram' sem deixar rastro na Europa


Olá amigos, este ano, na 4ª Jornada Nacional da Infância e Adolescência Missionária, estamos conhecendo um pouco melhor o continente europeu, já que o tema é "IAM do Brasil a serviço da Missão na Europa". Hoje, a Europa vive um dilema muito grande: vocês sabiam que mais de 26 mil crianças imigrantes chegaram à Europa no ano passado desacompanhadas? Essas crianças estão fugindo de guerras cruéis em seus países. Abandonam suas casas, brinquedos, escola, amigos, família...

Uma situação mais triste: mais de 10 mil crianças imigrantes podem ter desaparecido depois de chegar na Europa apenas nos últimos dois anos. Essa informação é da unidade de inteligência da polícia da União Européia. A Europol disse que as milhares de crianças desapareceram depois de serem registradas por autoridades.

A polícia do bloco europeu ainda alertou que crianças e jovens podem estar sendo explorados sexualmente e usados em trabalho escravo por gangues de criminosos. "Nem todas elas serão exploradas de forma criminosa; algumas poderão ter ido viver com outros membros da família. Nós simplesmente não sabemos onde elas estão, o que estão fazendo ou quem está com elas.", afirmou o chefe de gabinete da Europol, Brian Donald.


Sem rastros
Em maio de 2015 as autoridades da Itália afirmaram que quase 5 mil crianças tinham desaparecido de centros de recepção de refugiados desde o ano anterior.

Em outubro, as autoridades de Trelleborg, no sul da Suécia, afirmaram que cerca de mil crianças e jovens adultos, todos refugiados sem acompanhantes que chegaram na cidade no mês anterior, tinham desaparecido.

Uma grande proporção de crianças também pode ter desaparecido depois de desembarcar na Grécia. O país foi o primeiro ponto de entrada para mais de 1 milhão de imigrantes que chegaram à Europa de barco em 2015 e as autoridades locais foram criticadas por não conseguir registrar e checar as novas chegadas.

De acordo com a Europol, grupos criminosos envolvidos com tráfico de pessoas na Europa agora têm os imigrantes como alvo. Há o temor de que crianças desacompanhadas e jovens que chegam à Europa possam estar sendo explorados sexualmente, usados como escravos e em outras atividades ilegais.

Ainda, há o perigo na travessia de imigrantes rumo à Europa, já que muitos deles, incluindo várias crianças, já se afogaram durante a travessia do mar Egeu, entre a Turquia e a Grécia. Além dos riscos da travessia, há também problemas nos centros de recepção de imigrantes.

Na Itália, por exemplo, Fabio Sorgoni, da ONG italiana On The Road, disse que o intervalo de tempo para providenciar um abrigo seguro aos menores que chegam desacompanhados é muito curto. E ainda, milhares de crianças fugiram de centros de recepção e desapareceram nas ruas da Itália. Sem ninguém para assumir a responsabilidade de cuidar destas crianças elas fazem sozinhas o que for necessário para sobreviver.

Triste a situação das crianças imigrantes, não é verdade? Não vamos esquecer de rezar e fazer nosso generoso sacrifício financeiro com nosso cofrinho missionário, que este ano será destinado às crianças europeias.

De todas as crianças do mundo, sempre amigos!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.