Header Ads

Todo chocolate à venda no Brasil está contaminado pelo trabalho infantil


O documentário O lado negro do chocolate, produzido pelo jornalista dinamarquês Miki Mistrati em 2011, denunciou ao mundo que milhares de crianças de países da África Ocidental trabalhavam na produção de cacau, abastecendo as multinacionais do chocolate. Sete anos depois, uma pesquisa divulgada no dia 30 de novembro de 2018, em Brasília (DF), deixa evidente que essa realidade está muito mais perto do que se imagina.

Pelo menos 8 mil crianças e adolescentes brasileiros trabalham na cadeia produtiva do chocolate, segundo um relatório encomendado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), entre 2017 e 2018.

O Brasil é o sétimo maior produtor de cacau no mundo e o segundo da América Latina. A semente é cultivada em oito estados, e o Pará é responsável por 49,3% do volume total.

Assista ao documentário apresentado na audiência pública, com a síntese das denúncias:


O Brasil de Fato conversou com um dos realizadores da pesquisa, Marques Casara, que reforçou a necessidade de responsabilização das indústrias. Clique aqui para ler a entrevista.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.