AMÉRICA/COLÔMBIA - Um programa para eliminar a chaga das crianças trabalhadoras nas minas de carvão


Na região de Sinifaná, rica de minas de carvão, a extração mineraria é explorada de modo artesanal e ilegal e as crianças são utilizadas como fonte de produção de baixo custo. Na cultura local, a tradição considera normal o trabalho infantil nas minas, considerando-o uma contribuição econômica às famílias.

Na área, havia cerca de 6 mil crianças envolvidas no trabalho nas minas. Graças à obra salesiana "Ciudad Don Bosco", em colaboração com várias entidades estatais e ONGs que se ocupam da tutela dos direitos das crianças trabalhadoras, foi instituído um programa em seu favor, que consiste em aproximar-se às famílias e oferecer aos menores novas oportunidades educativas, saúde, nutrição, formação aos valores e aos direitos. Dentre os objetivos dos salesianos estão: a promoção de uma ação preventiva integral, a fim de que os menores não terminem em minas, o contraste da exploração ilegal, o direito à educação, à formação e a um trabalho que não seja o extrativista.

Atualmente, cerca de 300 crianças e jovens estão sendo beneficiados pelo projeto. 40% dos integrados no programa eram mineiros, e 80% do total têm idade incluída entre 10 e 15 anos. Os jovens recebem almoço, merenda, programas de recreação, esporte, cultura, alimentação e psicologia. Há também um trabalho de reforço escolar, do qual se ocupam os educadores responsáveis do instituto, enquanto as aulas básicas são concedidas em institutos públicos. 160 jovens de 15 e 18 anos são formados em cinco matérias: costura, marcenaria, mecânica, mecânica automobilística. Graças a este projeto, o número de crianças trabalhadoras em minas de carvão da região diminuiu em 70%.

FONTE: Agência Fides - 13/06/2012

Comentários