Campanha combaterá turismo sexual na Copa do Brasil



Organizações não governamentais da Europa anunciaram ontem (23), em Paris (França), que vão realizar uma campanha internacional contra o turismo sexual e a exploração de crianças e adolescentes no Brasil a partir de 2013. O objetivo da iniciativa, bancada com recursos da União Europeia, é minimizar os efeitos negativos da invasão estrangeira ao País durante três eventos: a Copa das Confederações, no próximo ano, a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016.

A campanha terá ênfase em estados menos desenvolvidos e mais suscetíveis à exploração sexual, em especial de adolescentes. O tema preocupa as ONGs, a União Europeia e o governo brasileiro.

Combate ao crime
Associadas, as ONGs End Child Prostitution, Child Pornography and Trafficking of Children for Sexual Purposes (Ecpat France) e Fondation Selles lançarão no próximo ano a campanha Não desvie o olhar, que será divulgada em 10 países da Europa e em quatro da África. Realizada em parceria com redes hoteleiras e companhias aéreas, a iniciativa não terá apenas foco na conscientização, mas também no combate ao crime. "O aspecto da repressão e da denúncia é novo para nós, mas é muito importante", reconheceu Philippe Galland, coordenador de programas da Ecpat France.

Comentários