Header Ads

Papa Bento XVI evidencia Dia Mundial das Missões durante canonização de sete beatos



A "providencial coincidência" entre a Assembleia sinodal sobre a Nova Evangelização e o Dia Mundial das Missões foi evidenciada pelo papa Bento XVI durante a celebração eucarística presidida no domingo, 21 de outubro, no átrio da Basílica de São Pedro, precedida do rito de canonização de sete beatos.

A Palavra de Deus proclamada no 29º Domingo do Tempo Comum "é iluminadora para ambas" as circunstâncias. "Mostra o estilo do evangelizador – prosseguiu o papa -, chamado a testemunhar e anunciar a mensagem cristã conformando-se a Jesus Cristo. Isso vale seja para a missão ad gentes, seja para a nova evangelização nas regiões de antiga cristandade."

As palavras de Jesus - O Filho do homem veio para servir e dar a sua vida como resgate para muitos (cfr Mc 10,45) - "manifestam o sentido da missão de Cristo na terra, marcada pela sua imolação, pela sua doação total – disse o pontífice. Neste terceiro domingo de outubro, no qual se celebra o Dia Mundial das Missões, a Igreja escuta com uma intensidade particular e reaviva a consciência de viver totalmente em um perene estado de serviço ao homem e ao Evangelho, como aquele que se ofereceu a si mesmo até o sacrifício da vida". 

Estas palavras constituíram o programa de vida dos sete novos Santos, que "com coragem heroica consumiram a sua existência na consagração total a Deus e no serviço generoso aos irmãos", disse o papa, antes de ler alguns traços biográficos dos novos Santos: Jacques Berthieu (1838-1896), sacerdote jesuíta, mártir em Madagascar; Pedro Calungsod (1654-1672), catequista leigo, mártir; João Batista Piamarta (1841-1913), sacerdote, fundador da Congregação da Sagrada Família de Nazaré e das Humildes Servas do Senhor; María Carmen Sallés y Barangueras (1848-1911), fundadora da Congregação das Religiosas Concepcionistas Missionárias do Ensino; Marianne Cope (1838-1918), religiosa professa da Ordem Terceira Regular de São Francisco de Siracusa; Kateri tekakwitha (1656-1680), leiga; Anna Schäffer (1882-1925), leiga.

Em especial, que o exemplo do padre Jacques Berthieu "ajude os numerosos cristãos que são perseguidos por causa da sua fé nos dias de hoje! Que a sua intercessão, durante este ano da fé, produza frutos em Madagascar e no Continente africano!". Bento XVI concluiu a homilia com estes votos: "Que o testemunho dos novos Santos, a sua vida oferecida generosamente por amor a Cristo, possa falar hoje a toda a Igreja, e a sua intercessão possa reforçá-la e sustentá-la na sua missão de anunciar o Evangelho no mundo inteiro".

No final da Santa Missa, antes de rezar o Angelus, o papa convidou a rezar pelos missionários com essas palavras: "Queremos hoje confiar à materna proteção de Nossa Senhora os missionários e as missionárias – sacerdotes, religiosos e leigos (as) – que em todas as partes do mundo espalham a semente do Evangelho. “Rezemos pelo Sínodo dos Bispos, que nessas semanas está se confrontando com o desafio da nova evangelização para a transmissão da fé cristã".

Falando em polonês, disse: "Os novos Santos nos introduzem hoje na Semana Missionária. De modo especial, apoiemos espiritual e materialmente àqueles que anunciam Cristo nos diversos continentes. Agradeço muitos a todos aqueles que, através das Pontifícias Obras Missionárias, cuidam das missões em todo o mundo. Que o Ano da Fé reacenda na Polônia o entusiasmo missionário dos eclesiásticos e dos fiéis leigos!".

Fonte: Agência Fides

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.