Header Ads

Formação da IAM conta com a participação de 70 jovens e adultos no Pará


História, carisma, metodologia e espiritualidade da Infância e Adolescência Missionária (IAM) foram os temas refletidos no último fim de semana, em Belém (PA) com o objetivo de formar cerca de 70 jovens e adultos interessados na caminhada da Obra Missionária. O encontro aconteceu na paróquia de Nossa Senhora das Graças de Ananindeua.

O secretário nacional da Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo, padre Sávio Corinaldesi, um dos assessores do encontro, relatou uma parte da história da Obra. “A Pontifícia Obra da Santa Infância, no Brasil, mais conhecida com IAM, foi fundada há 170 anos para salvar da morte e socorrer as crianças da China cujas famílias sofriam as conseqüências das guerras entre grupos rivais que devastavam aquele país. Atualmente ela está presente em mais de 130 países”. E continuou. “Quando, em 2003, a IAM completava 160 anos de vida, o papa João Paulo II escreveu uma carta na qual dizia: “As crianças se façam protagonistas do anúncio do Evangelho aos seus coetâneos. Aderindo a esta Obra, as crianças aprendem a ajudar a evangelização do próximo e compreendem já na sua idade o valor precioso da fé. A Obra propõe às crianças de todo o mundo um programa de oração, sacrifício e solidariedade concreta para evangelizar seus coetâneos”.

Os setenta participantes do Encontro de Ananindeua se empenharam a fazer da IAM no Pará um modelo a ser seguido por todo o Brasil.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.