ÁSIA/CAMBOJA - 59% das crianças do país vivem e trabalham nas ruas


No Camboja, um dos países mais pobres do mundo, onde 40% da população vive abaixo da linha da pobreza, muitas famílias que vivem nas áreas rurais são obrigadas a vender seus filhos para pagar dívidas.

Nas cidades de Neak Loeung, sudeste de Phnom Penh, e Poipet, no noroeste no confim com a Tailândia, a atividade comercial é muito ativa, como também os fluxos migratórios intermináveis provenientes de áreas muito pobres e que vão empobrecendo ulteriormente as duas cidades, de maneira particular as crianças.

59% das crianças de 5 a 17 anos vivem e trabalham nas ruas, muitas deixam a escola, frequentam somente 43%. Além disso, as meninas são vítimas do tráfico e exploração sexual. Para limitar o fenômeno, a ONG católica Manos Unidas está financiando um projeto que oferece educação e formação profissional a 150 jovens. Esta iniciativa prevê cursos de alfabetização, sessões informativas sobre o tráfico de droga, sobre os direitos da infância, sobr e a saúde, Hiv/Aids, além de visitas regulares às famílias para envolvê-las e garantir que não haja abandono escolar.

FONTE: Agência Fides - 20/04/2013

Comentários