Header Ads

Evangelho da Ascensão do Senhor - 12/05/2013



Clique em "Mais Informações" para ler o Evangelho, comentário e conferir as sugestões de atividades para as crianças.


Lc 24, 46-53
"Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia e no seu nome, serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sereis testemunhas de tudo isso. Eu enviarei sobre vós aquele que meu Pai prometeu. Por isso, permanecei na cidade, até que sejais revestidos da força do alto”. Então Jesus levou-os para fora, até perto de Betânia. Ali ergueu as mãos e abençoou-os. Enquanto os abençoava, afastou-se deles e foi levado para o céu. Eles o adoraram. Em seguida voltaram para Jerusalém, com grande alegria. E estavam sempre no Templo, bendizendo a Deus".

Comentário do Evangelho
O Evangelho deste domingo traz o último relato do Evangelho de Lucas, idêntico ao início do livro dos Atos dos Apóstolos, onde Jesus volta para a casa do Pai. Lucas termina seu Evangelho no mesmo lugar onde começou, no Templo. Local onde Zacarias recebeu o anuncio da vinda de João Batista, que viria preparar o caminho para a chegada de Jesus, e agora termina com os Apóstolos reunidos em louvor esperando a vinda do Espírito Santo de Deus, para lhes fortalecer no cumprimento da missão de levar a Palavra de Deus a todas as nações.

Jesus antes de Sua ascensão entrega a seus onze Apóstolos a grande missão, de anunciar Sua mensagem a todas as nações, começando por Jerusalém que se torna com isso o local de onde parte a Salvação para o mundo inteiro, cumprindo assim as Escrituras (Is 2,3; 49,6). Por esta razão a ascensão de Jesus marca o início da missão da Igreja em continuidade à Sua própria, devendo com isso ser Luz para as nações.

Com a Ascensão de Jesus fecha-se o ciclo do Mistério Pascal (Morte, Ressurreição e ascensão). Jesus volta para a casa do Pai, o que não significa distanciamento, e sim uma maior proximidade, pois Ele se encontra no mais íntimo de cada pessoa, sendo fonte de água viva a todo aquele que dela desejar beber.

A Ascenção do Senhor é a coroação da sua Ressureição, após as humilhações que sofreu no Calvário. É a volta ao Pai, por Ele anunciada. E a reação de alegria, de reconhecimento e de expectativa dos discípulos à Ascenção é semelhante à reação do povo no Antigo Testamento quando ‘a glória do Senhor apareceu para todo o povo… que O aclamou e se prostou com o rosto por terra em sinal de adoração’ (Lv 9,23-24). Eles reconhecem que Jesus realizou o Projeto do Pai, e por isso é digno de adoração. E a alegria dos discípulos é, também, por saberem que Jesus não lhes foi tirado, mas que Ele se manifestará no seu Espírito, a fonte de sustentação para a caminhada dos cristãos.

Sugestão de Atividades


Um comentário:

  1. Muito bom, Parabéns pela criatividade. Vou fazer na catequese com as turmas nossas aqui. Paróquia São João Batista - Jandaia do Sul - Arquidiocese de Maringá Pr.
    Um abraço Bárbara

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.