Header Ads

#CF2014: O Tráfico Infantil


O tráfico infantil vem crescendo a cada ano que passa. Esse é um tipo de crime que vai contra as leis e contra os direitos humanos, com grande parte das crianças sequestradas e traficadas para outros países ou as que ficam aqui no Brasil, destinadas à prostituição e ao trabalho escravo.

Muitos casos são divulgados e os números são alarmantes, mas não adianta mostrar o problema sem tentar resolvê-lo. O que realmente pode mudar essa triste situação é a sociedade mobilizar-se para enfrentar esse crime, pois é preciso lembrar que as crianças são o futuro do nosso país, e muito do que irá ocorrer nos próximos anos dependerá delas.

Crianças que deveriam estar estudando, brincando e aproveitando a infância estão sob condições degradantes, como as que ficam em cativeiros esperando para serem mandadas para algum país ou trabalham sem remuneração, e ainda, aquelas obrigadas a se prostituírem.

O que podemos fazer para ajudar não é apenas ler textos como este ou assistir a entrevistas acerca da gravidade desse problema que macula o país. Informar-se sobre o problema ou vê-lo não basta. Devemos nos mover para que o governo com suas instituições e a sociedade como um todo melhorem a segurança das crianças.

Essa tarefa cabe principalmente aos adultos que acham que estão livres do problema. Quem garante que o seu filho não será o próximo a ser sequestrado por esses criminosos? Então pare de “empurrar o problema para debaixo do tapete” e mova-se para ajudar a resolvê-lo.

Para nós que trabalhamos com a Infância e Adolescência Missionária fica a dica: participar dos Conselhos Tutelares e acompanhar a aplicação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) em todo o território brasileiro.

Pe. André Luiz de Negreiros
Secretário Nacional da IAM


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.