#FalaSério: A pobreza atinge um quarto das crianças argentinas com menos de quatro anos


Na Argentina, 26,2% das crianças entre 0 e 4 anos são pobres, em relação a 10,8% da população total. Foi o que emergiu dos dados divulgados pelo Centro de Aplicação de Políticas Públicas para a Igualdade e o Crescimento (CIPPEC): trata-se de uma criança pobre a cada quatro.

Os que vivem nos setores mais marginalizados não recebem nenhum subsídio e há grande desigualdade também para o acesso aos serviços de assistência e à instrução. Segundo o CIPPEC, hoje 74,5% das crianças usufruem de alguma ajuda, mas mais de 25% dos menores da faixa mais pobre não recebem qualquer tipo de auxílio.

Além do setor educativo e social, há um grande abismo também no setor da saúde. Apesar da queda no índice de mortalidade infantil de 58% entre 1990 e 2013, 61,8% dos casos de morte foram registrados por causas que poderiam ser evitadas.

FONTE: Agência Fides - 25/05/2015

Comentários