Header Ads

#GotasMissionárias: Sonho Divino


Em Jesus e por meio dele, Deus revelou seu projeto de salvação para toda a humanidade. Parece que foi o desfecho de um sonho divino que durou longo tempo. É exatamente por meio da revelação desse sonho que conhecemos e entendemos melhor o modo de ser do Pai, o quanto ele ama todas as pessoas do mundo (cf Jo 4,7-14).

Quando lemos o Evangelho nos impressiona muito como Jesus se aproxima dos pequenos. Sempre solidário e carinhoso com os pobres, os doentes, os órfãos, as viúvas e as crianças. Mas é exatamente a esses que a sociedade sempre deu e dá pouca importância. Por que será que Jesus tem predileção pelos "pequenos"?

Bispo com ardor missionário
Em 1843, um pouco do "sonho de Deus" penetrou o coração de Dom Carlos Forbin Janson, bispo de Nancy, na França, repleto de ardor missionário. Já desde a adolescência, ele se interessava pela evangelização dos povos e de modo especial, pela China. Dom Carlos, diante da situação de morte e de miséria das crianças daquele país, onde trabalhavam seus missionários, não escondeu sua preocupação.

Recebeu do padre François Noel a seguinte notícia: "todas as manhãs mandamos nossos catequistas percorrer os arredores da cidade a fim de batizar as crianças que ainda estão vivas. De vinte a trinta mil que correm risco de morte a cada ano, só conseguimos salvar e batizar cerca de três mil". Foi a partir daí que Dom Carlos tomou a decisão histórica e profética de fundar a Infância e Adolescência Missionária, o que aconteceu oficialmente no dia 19 de maio desse ano. Resolveu convocar crianças para salvar as crianças. "Ninguém pode prender um sonho ou impedir alguém de sonhar", costumamos cantar. E quando é inspirado por Deus, esse sonho é mais forte.

Hoje, 173 anos depois, a IAM está presente em mais de cento e vinte países e são mais de vinte milhões de crianças favorecidas pelo esforço e generosidade de outras crianças.

Os desafios continuam...
Por todo lado se espalham os desafios que nos interpelam sobre a falta de solidariedade e fraternidade. Milhares de crianças continuam tendo uma infância infeliz, por causa das duras situações que o mundo dos adultos criou: a violência em casa e na rua, os maus-tratos, o trabalho e a prostituição infantil, a guerra, a desnutrição, o analfabetismo e a mortalidade.

Lembremos que existem duzentas mil crianças que empunham armas nos quarenta e oito países em guerra no mundo. Dois milhões de crianças morreram na década passada, vítimas do conflito armado. Segundo a UNICEF, existem duzentas e cinquenta milhões de crianças sendo exploradas pelos adultos, através do trabalho infantil. Cerca de cem milhões vivem abandonadas nas ruas. E destas, dez milhões vivem na América Latina.

O sonho continua em nós
Oxalá o sonho de Dom Carlos possa continuar através dos bispos, sacerdotes, religiosos(as) catequistas, lideranças e crianças, em nossos dias. É importante lembrar que um dos objetivos específicos da IAM é suscitar o espírito missionário universal das crianças e adolescentes para que elas sejam protagonistas da evangelização das próprias crianças. Não esqueça que a Infância e Adolescência Missionária é obra de evangelização e de ajuda das crianças em favor de outras crianças.

Pe. Manuel Aparecido Monteiro (Néo)
Missionário da Consolata

FONTE: Revista Missões - Junho 2004


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.