IAM de Cabo (PE) celebra dois anos de implantação


Na tarde do dia 03 de novembro, uma quinta-feira, a Infância e Adolescência Missionária (IAM) da Paróquia de Santo Antônio , de Cabo (PE), se reuniu como todas as semanas, porém com um sentimentos intenso da gratidão a Deus, afinal foi exatamente neste dia que foi implantada a IAM na comunidade de São Francisco de Assis, assessorada pelas irmãs franciscanas.

Para celebrar o dia tão especial, o grupo se reuniu e após um momento de oração, saíram em visita aos enfermos da primeira e segunda travessa Aníbal Cardoso. Durante as visitas, as crianças e os assessores não puderam conter as lágrimas em sentir a dor do outro, até mesmo os enfermos também se emocionaram e agradeceram a presença dos pequenos missionários que tão bem já falam de Jesus e deixam uma mensagem de esperança as famílias.

No sábado, 12, as crianças e adolescentes participaram da Celebração Eucarística na Capela do Abrigo São Francisco, presidida pelo pároco, padre Valdir Bezerra, que exortou as crianças e os pais a buscarem sempre se doarem a missão e crescerem no caminho de Deus. Ao final da Missa as crianças renovaram seu compromisso missionário e logo após, participaram de um caloroso momento fraterno, juntamente com os pais e padre Valdir.

A IAM na Paróquia de Santo Antônio, no início de sua implantação era formada por três assessores e cerca de 20 crianças, hoje já soma 42 crianças que se reúnem todas as quintas-feiras, às 17h na Capela do Abrigo São Francisco de Assis; há ainda mais um grupo de 20 crianças que já estão se preparando para ingressar, esses se reúnem nos segundos e quartos sábados, às 09h, no Centro Social Armínio Guilherme, ao lado a Igreja Matriz. O grupo tem refletido sobre a situação de miséria em que vivem muitas crianças no mundo inteiro, vítimas de guerras e violências, como também, sobre o compromisso de cada uma em rezar todos os dias pelas crianças do mundo inteiro, oferecer um sacrifício e doar sua ofertar mensal para o cofrinho, que é destinado todos os anos a um continente,onde tem crianças pobres e necessitadas de ajudar da Obra da Santa Infância.

Ir. Josevânia Alves


Comentários