AMÉRICA/MÉXICO - Infância e Adolescência Missionária: o Bispo convida a refletir sobre a situação das crianças na Sierra Tarahumara


No México, celebra-se no terceiro Domingo de fevereiro a DOMINF, ou seja, a Jornada da Pontifícia Obra da Infância e da Adolescência Missionária. Nesta circunstância, Dom Armando Colin Cruz, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de México, falou em sua homilia da precária situação em que vivem milhões de crianças, seja na Somália como na Sierra Tarahumara: "Milhões de famílias estão destruídas, sem o necessário para sobreviver: faltam alimentos, assistência de saúde, medicamentos e educação; a muitos, falta a paz e até mesmo a serenidade para enfrentar todos os problemas de nosso mundo".

O Bispo chamou à reflexão sobre estes problemas, citando a abundância em que vivem outras crianças: ele citou o exemplo de um menino de seis anos, que ele conhece, que possuía mil brinquedos para si. E prosseguiu: "Quantas são as crianças abusadas? Quantos são os atentados contra a vida e a dignidade das pessoas? Crianças não-nascidas, porque sua morte foi provocada antes do nascimento, crianças abandonadas por seus pais, crianças que sofrem abusos". Enfim, Dom Colin recordou que a Arquidiocese de México "está atravessando um momento especial porque está sendo feita uma avaliação e uma revisão pastoral por ocasião dos 20 anos do Sínodo Diocesano, para continuar a construir os fundamentos que nos fazem ser uma Igreja Missionária".

Participaram desta celebração eucarística crianças e jovens provenientes de oito Vicarias da Arquidiocese de México que na semana passada participaram, na cidade de Puebla, do XV Congresso da Infância e Adolescência Missionária.

FONTE: Agência Fides - 21/02/2012

Comentários