#FalaSério: Nos Estados Unidos, 2 milhões e meio de crianças vivem em abrigos, nas ruas ou em automóveis


Um relatório do Centro Nacional para as Famílias Sem-teto (NCFH) revelou que nos Estados Unidos, no ano passado, 2,5 milhões de crianças viviam em abrigos, nas ruas, em automóveis ou em terrenos abandonados. O documento, intitulado “Sempre mais jovens marginalizados nos Estados Unidos demonstra que entre 2012 e 2013, o número de crianças sem residência fixa nos Estados Unidos aumentou 8%, alcançando um recorde histórico, segundo dados da American Institutes for Research (AIR).

O fenômeno é particularmente grave na Califórnia, com quase 527 mil crianças sem-teto, mas este número pode chegar a um milhão e 300 mil nos estados de Alabama e Mississippi. Em Minnesota, Nebraska e Massachusetts menos menores moram nas ruas.

Dentre as causas principais do agravamento da situação estão os altos índices de pobreza, a falta de moradias com preços acessíveis, as disparidades raciais, os problemas das mães solteiras, a violência doméstica e outras experi ências traumáticas, além dos efeitos persistentes da recessão. O relatório do NCFH indica uma série de possíveis soluções para deter o problema, como moradias seguras e a preços acessíveis, instrução e oportunidade de trabalho para os pais, avaliação integral das necessidades de cada membro das famílias. Além disso, propõe a identificação, a prevenção e o tratamento da depressão em mães, o sustento para o crescimento dos menores e a busca para identificar os programas e serviços baseados na experiência adquirida.

FONTE: Agência Fides - 20/11/2014

Comentários