Header Ads

Pedalada Missionária em Taguatinga evangelizou e divertiu


Foi um sucesso a 2ª Pedalada Missionária da Capela São Francisco de Assis e da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Vicente Pires (DF), que aconteceu no dia 2 de maio. O evento foi organizado pela Infância e Adolescência Missionária (IAM) e pela catequese. De acordo com Eudália Carneiro Nunes, assessora da IAM da Capela São Francisco de Assis, a pedalada reuniu cerca de 200 pessoas, que pedalaram e também fizeram o percurso caminhando.

O padre Wesley Macedo, pároco da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, presidiu a celebração da missa no Taguaparque, na cidade satélite de Taguatinga (DF). A comunidade da capela e da matriz compareceu e trouxe crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. Os cantos e o salmo ficaram por contra da Adolescência Missionária.

O padre Wesley, em sua homilia, ressaltou a importância da Igreja sair em missão e parabenizou a IAM e a catequese pela iniciativa da pedalada missionária. No final da missa foi apresentada uma peça teatral, pelos adolescentes da IAM da Capela São Francisco de Assis, em homenagem a Nossa Senhora e as mães. 

O evento contou também com a presença do coordenador da IAM (DF) Michael Douglas Amaro.  Participaram também os assessores e crianças da Paróquia Santa Terezinha, do bairro Cruzeiro Novo, da Paróquia Senhor Bom Jesus, do Setor O, assim como, representantes da Juventude Missionária (JM) do Varjão, comunidades de Brasília.

De bicicleta ou a pé 
Eudália Carneiro Nunes conta também que as crianças estavam muito animadas e trouxeram suas bicicletas, patins e skates e muitos participaram caminhando. A primeira volta no parque foi livre, feita apenas pelos adultos e crianças que estavam de bicicleta, patins ou skate. A segunda volta reuniu também as pessoas que participaram caminhando. 

Houve cinco paradas para reflexão e oração pelos cinco continentes. Os pontos de oração já estavam marcados pelas cores, que representam cada continente e pelas faixas com convite à oração, por uma intenção específica e peculiar de cada continente.

Todo o percurso foi feito com muita animação, ao som de músicas missionárias, convidando para uma “Igreja em saída” e ao ser missionário.

Como gesto concreto de solidariedade, durante o evento foi arrecadada uma grande de brinquedos e roupas.  A entrega será feita por meio de uma visita das crianças da IAM e da catequese, com objetivo de despertar o espírito de caridade e de solidariedade.

Diversão e evangelização
Miguel Martins Silva tem 10 anos, participa da IAM da matriz Nossa Senhora Auxiliadora e saiu motivado. "Sou da Infância Missionária e o que mais gostei da Pedalada Missionária foi da primeira volta no parque, porque pudemos pedalar mais rápido. Acho que deve ter outra Pedalada Missionária para podermos evangelizar mais através deste evento."

A adolescente Geovanna Rezende Chaves participa da IAM da Capela São Francisco de Assis e relatou que através da pedalada, foi possível conhecer a realidade de outros continentes.

Tenho treze anos e estou na IAM há três anos. Achei a Pedalada Missionária um evento interessante, pois acho que é uma forma divertida de evangelizar as pessoas da comunidade e as pessoas que não são da comunidade. Em minha opinião a Igreja deve fazer mais coisas assim, pois contamos para as pessoas um pouco da história de Jesus e a realidade das pessoas que vivem em outros continentes.  Assim, as pessoas ficam tomam consciência que há pessoas que passam fome e têm várias outras necessidades", diz Geovanna.

A assessora da IAM e formadora dos coroinhas, Magda Berteli ressaltou que os objetivos foram alcançados. "A pedalada missionária é um momento importante na comunidade. É um sair em missão, as crianças evangelizam e ao mesmo tempo se divertem. E existe toda uma programação, toda uma preparação antes da pedalada. Houve o envolvimento das crianças com o coral, com as preparação para as encenações teatrais, para as leituras bíblicas”.


Protagonismo 
Eudália Carneiro Nunes, assessora da IAM diz estar convencida do protagonismo da criança na Igreja. “A criança está tomando a liderança, faz toda a diferença. Na Igreja nós temos atividades para todas as faixas etárias e a criança, às vezes, fica esquecida. Ela é batizada, recebe o sacramento, faz toda a preparação para a catequese, recebe a Primeira Eucaristia e depois ela passa por um período sem envolvimento", alerta.

Eudália ressalta ser fundamental contar com a IAM, que "tem o papel de proporcionar o protagonismo, a liderança da criança. É ela quem prepara o encontro, ela que faz a leitura e partilha a Palavra de Deus. A criança sente-se motivada e quando chegar à fase adulta, já estará preparada para assumir liderança, isso é fundamental”, atesta Eudália.

A 2ª Pedalada Missionária encerrou às 18h, com lanche.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.