Assembleia IAM: coordenadores destacam formação e trabalho em equipe


Com o objetivo de fortalecer o compromisso com a missão junto às novas gerações, coordenadores estaduais da Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM) estiveram reunidos em Brasília (DF) para a sua XX Assembleia Nacional. O encontro reuniu na sede nacional das POM, no último final de semana, 3 a 6 de dezembro, cerca de 30 coordenadores de todo o Brasil, para avaliar as atividades realizadas em 2015 e planejar as ações de 2016.

Coordenada pelo secretário nacional da IAM, padre André de Negreiros, a programação incluiu também, partilhas, celebrações e reflexões sobre espiritualidade missionária e os desafios e possibilidades na adolescência, sob a perspectiva psicológica e sociológica.

O casal Pércio Pereira Vitória e Marcia do Rocio Pereira Vitória, da arquidiocese de Curitiba (PR) coordena a IAM no estado do Paraná. Marcia do Rocio relata que o maior desafio é a disponibilidade para acompanhar todos as atividades. “Somos coordenadores Regional, ajudamos na arquidiocese de Curitiba e assessoramos a IAM na nossa paróquia. Isso exige muito amor e entrega. Mas Jesus Cristo tem atendido sempre. Temos um lema: quando Ele nos dá a missão, dá também os recursos para realizá-la”.

Périco avalia a participação na Assembleia um momento de graça. “Desde o primeiro momento fomos surpreendidos com a acolhida e com a partilha dos trabalhos que nos deu muitas informações sobre as realidades. Saímos daqui bastante fortalecidos com as palestras e as partilhas”, destaca ele. “Os temas contribuíram para esclarecer questões relacionadas ao nosso trabalho”, conclui.

O casal tem três filhos e há seis anos trabalha com a IAM. Marcia é empresária de confecções e Pércio é bancário. Para seguir adiante, eles contam com o apoio da empresa e dos filhos.

O estado de São Paulo, desta vez foi representado pela jovem estudante de Letras, Geize Costa dos Santos, 21 anos. O estado conta com cerca de 200 grupos de IAM espalhados em 35 das 46 dioceses. “Não tinha noção sobre o trabalho da IAM no Brasil, mas a partilha com os coordenadores me possibilitou compreender a organização da Obra”, explica Geize que integra a IAM há 14 anos. “A partilha foi muito importante para conhecer as realidades do país. É um passo para pensar além-fronteiras. A formação sobre a realidade dos adolescentes nos ajudará a trabalhar, abandonando a visão de que eles são um problema e compreendendo que são possibilidades”. A jovem coordenadora acha que é importante “quebrar o tabu que existe sobre o adolescente”. Para a articulação em 2016, Geize explica que organizaram uma equipe estadual com integrantes em todos os sub-regionais. O objetivo é visitar os grupos existentes e implantar novos. “Da Assembleia eu levo coragem e força para continuar a caminhada com a IAM em São Paulo. Sabemos dos desafios e essa força e coragem ajudará a vencê-los”.

O coordenador do estado do Rio Grande do Norte, o estudante de filosofia, Gerdson Nascimento, participa da IAM há 16. Ele avalia positivo o caráter formativo da Assembleia. “O trabalho do padre Wladimir Porreca que trouxe o olhar da psicologia no mundo adolescente nos ajudará nas dificuldades com essa fase. As coisas mudam rápido. A cada ano são novos adolescentes e precisamos estar atentos a essas mudanças para saber corresponder com a evangelização adequada”, sublinhou Gerdson.

Segundo ele, diante do crescimento da IAM é importante o trabalho em conjunto somando forças entres a Equipe das POM, os coordenadores estaduais e diocesanos, para animar as bases.


"O desafio hoje é saber dialogar com as crianças, tendo em vista as mudanças e os contextos marcados pelas questões tecnológicas. Precisamos ter bastante cuidado com essas realidades, sabendo dialogar com elas para que potencializem a missão” defende o jovem e louva o trabalho em equipe. “É muito bonito ver que um trabalho que você realiza no seu estado é feito no Brasil inteiro. Bonito também é trabalhar em unidade entre Obras Missionárias. A unidade entre a Propagação da Fé e a IAM é muito visível, principalmente com a Juventude Missionária e as Famílias Missionárias. Acredito que esse seja o caminho para cumprirmos nossa missão”.

Nesse sentido, Guilherme Cavalli, secretário da Propagação da Fé anunciou a Missão Sem Fronteiras que, em janeiro de 2016, reunirá na periferia de Belém (PA) mais de 50 missionários da Juventude Missionária, assessores da IAM e seminaristas.

O diretor das POM, padre Camilo Pauletti e os secretários das Obras traçaram um panorama geral das atividades com destaque para a unidade do carisma. Os coordenadores receberam também dicas de como melhorar a comunicação dos trabalhos nas dioceses e paróquias.


A programação encerrou no domingo, 6, ao meio-dia, com a celebração de envio que, no tempo do Advento, destacou por meio de velas com as cores missionárias, a missão nos cinco continentes.

Leia mais no site das POM:

Comentários