Celebração dos 173 anos da IAM na Arquidiocese de Curitiba


No dia 19 de maio a Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM) completou 173 anos de fundação. Para marcar a data, como já vem acontecendo nos últimos anos, a IAM em todo o Brasil celebrou no dia 29 de maio a sua 4ª Jornada Nacional, que este ano tem por tema: “IAM do Brasil a serviço da Missão na Europa”. Na Arquidiocese de Curitiba (PR), foram três os momentos de celebração: na região Centro-Oeste, no dia 22 de maio; e nas regiões Sul e Norte, dia 29 de maio.

Na Região Centro-Oeste, em 22 de maio, realizou-se a primeira celebração que aconteceu na Região Episcopal Centro-Oeste na Paróquia São Marcos, com a participação das seguintes paróquias: Bom Conselho, Nossa Senhora de Lourdes, Bom Pastor, Nossa Senhora da Piedade, Santa Margarida e São Marcos.

Foi uma celebração linda, em que foram consagradas em torno de 150 crianças e adolescentes estando presentes os assessores, pais, familiares e amigos. Na celebração as crianças e adolescentes realizaram sua consagração, recebendo o lenço com a borda branca.

A consagração é um entregar-se, decidir-se livremente, dizer sim. Na Infância e Adolescência Missionária a consagração é uma forma de assumir pública e solenemente a decisão de ser missionário. É a disposição de colaborar para que todas as crianças do mundo conheçam e amem a Jesus e se amem entre si.

É realizada quando o assessor observa uma participação mais amadurecida e comprometida das crianças com, pelo menos, um ano de caminhada na Infância e Adolescência Missionária: um tempo suficiente para conhecer a obra, seus objetivos, compromissos, etc.


Esse ingresso deve ser o sinal da vontade de se comprometer com Jesus, de ser missionário na família, na paróquia e na Igreja universal. A cada ano, com uma cerimônia especial, renova-se esse compromisso da IAM, com o objetivo de manter vivo o ardor missionário nas crianças.

Que essa consagração sirva para fortalecer o carisma de nossa obra. Sejamos amigos das crianças e adolescentes que mais sofrem no mundo e façam a sua oferta. Convidamos aqueles que ainda não a conhecem e não formam parte deste trabalho em favor da evangelização, a fazer parte dos grupos da IAM.

Comentários