Header Ads

Cofrinho Missionário


Como surgiu o Cofrinho da IAM?
Quando o bispo francês dom Carlos Augusto de Forbin-Janson fundou a Associação da Santa Infância em 1843, seu desejo era que todas as crianças do mundo pudessem conhecer a Jesus e ter uma vida digna, mas que as próprias crianças com suas orações e donativos fizessem isso, ajudando-se pelo mundo inteiro. Por isso, as crianças da IAM cooperam espiritualmente com orações e materialmente com ofertas, fruto de seus sacrifícios. Essas ajudas são necessárias, conforme diz o próprio compromisso da Obra: “Uma Ave-Maria por dia e uma moeda por mês”.

As crianças e adolescentes missionários cooperam materialmente com ofertas que são fruto de seus sacrifícios e se destinam para as obras dedicadas às crianças e para a evangelização.

Cada mês, as crianças, com alegria, porque são frutos de seus sacrifícios, entregam sua oferta para as crianças necessitadas do mundo. As crianças e os adolescentes missionários comprometem-se a: "Repartir seus bens com os que não têm, mesmo à custa de sacrifícios" (3º Compromisso da IAM).

Cofrinho é igual a Coleta?
O Cofrinho do grupo da IAM é fruto do sacrifício pessoal de cada criança e adolescente que partilha do que tem para ajudar outras crianças e projetos missionários. Já a Coleta é uma ação comunitária feita com finalidades específicas como a Campanha Missionária, Campanha da Fraternidade e Campanha da Evangelização. A Coleta é pontual com data marcada para que toda a comunidade faça a sua doação. Já o Cofrinho é permanente na vida das crianças e adolescentes nos grupos da IAM que todos os meses colocam pelo menos uma moeda fruto do sacrifício. O Cofrinho da IAM não deve ser misturado ao dinheiro arrecadada na coleta do Dia Mundial das Missões.

O que é feito com o dinheiro do Cofrinho Missionário?
Os valores arrecadados pelos cofrinhos são destinados integralmente para apoiar projetos que "protegem a vida", tais como centros para crianças órfãs, casas de acolhida para crianças de rua ou assistência de saúde aos recém-nascidos e escolas infantis são prioridades. Também há projetos na área da formação. Cada ano é escolhido um continente (países específicos) para ser destinado o dinheiro dos cofrinhos com a finalidade de ajudar crianças mais necessitadas onde trabalham os nossos missionários e
missionárias.

Quando enviar o Cofrinho?
A dimensão do sacrifício deve ser trabalhada nos grupos da IAM todos os meses e na celebração da Jornada Nacional (no último domingo do mês de maio) é o momento em que o grupo apresenta na procissão das oferendas o Cofrinho do grupo. Os assessores da IAM com as crianças e adolescentes devem conferir o montante arrecadado e imediatamente enviar ao Secretariado Nacional da IAM, em Brasília (DF). O prazo para o envio do Cofrinho é até o fim do mês de junho.

Como enviar o dinheiro do Cofrinho Missionário para as POM?
Sempre que o grupo depositar as ofertas na conta bancária das POM, deverá, em seguida, enviar ao Secretariado Nacional da IAM cópia do comprovante de depósito. O Secretariado enviará o recibo do valor depositado. Todos os anos é publicado uma lista com as ofertas realizadas pelas crianças do Brasil e o destino final dos recursos.

Conta Bancárias das POM
Banco do Brasil
Agência 3413-4
Conta nº 200293-0

Contato
Pontifícias Obras Misisonárias
A/C da Irmã Patrícia Souza
Secretário Nacional da Pontifícia Obra da IAM
SGAN 905 Conjunto B – Asa Norte
CEP: 70.790-050 Brasília - DF

Fax: (61) 3340-8660

E-mail: infancia@pom.org.br

A pequena Rafaela de Mello da Silva, integrante da IAM em Curitiba (PR), fala sobre o Cofrinho Missionário:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.