Em Jacarezinho (PR), crianças e adolescentes renovam compromisso com a Missão


O amor à missão tem impulsionado crianças e adolescentes a serem evangelizadores através de uma retribuição a Deus pelo chamado à vida e pela missão assumida no batismo. Esses pequenos missionários colocam-se a serviço da Igreja, reunindo-se semanalmente para conviver, partilhar, rezar e estudar a realidade em que vivem atentas às necessidades das crianças e adolescentes do mundo inteiro.

Foi nesse espírito e em torno do tema, “Tome seu barco, assuma sua cruz e evangelize” que, cerca de 60 crianças e adolescentes da diocese de Jacarezinho (PR), se reuniram, nos dias 13 e 14 de abril, no Lar Jesus Adolescente na cidade de Santo Antônio da Platina. Participaram também os coroinhas da comunidade São João Batista que desejavam conhecer mais de perto a Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM). “Tivemos a alegria de recebê-los nestes dias, para celebrar partilhar e estudar. Assim, os grupos podem continuar contribuindo para que também outras crianças e adolescentes venham a se tornar verdadeiros missionários”, comentou Irmã Juliana Santos Aragon, religiosa das Franciscanas Angelinas responsáveis pelo Lar Jesus Adolescente.

Na noite do sábado houve um momento cultural, com apresentações que destacaram de forma criativa, as características de cada continente. As postulantes Franciscanas Angelinas que cuidam do Lar Jesus Adolescentes, em Jacarezinho, também contribuíram, com uma dança. No almoço de domingo, dia 14, o grupo celebrou os 170 anos da fundação da IAM.

Para Gerusa Baião dos Santos, assessora e coordenadora paroquial da IAM, em Santo Antônio da Platina (PR), o encontro foi um momento maravilhoso. “O contado com os adolescentes foi tão prazeroso que me fez refletir sobre sua vocação de evangelizar juntos aos pequenos. A programação proporcionou um grande momento de formação, tive a certeza de estar no lugar certo na IAM”.


Ao perceber o desejo dos adolescentes em querer aprender mais, a coordenadora já projeta outros trabalhos. “As crianças e adolescentes querem fazer amigos, não querem ficar presos a um ‘mundinho’, mas se lançar para águas mais profundas, assumir sua cruz e evangelizar. Graças a Deus tenho amigos e uma família maravilhosa aqui na IAM e hoje posso afirmar que para sempre serei uma missionária”, revelou Gerusa.

Terezinha Rodrigues, coordenadora diocesana da IAM avaliou o encontro muito produtivo. Já a pequena grande missionária, Ana Júlia, uma das coordenadoras, destacou a convivência. “Este foi o encontro mais importante da minha vida. Pela convivência com outros assessores e coordenadores, pude aprender e compreender muitas coisas. Espero poder participar de muitos outros e permanecer firme nessa caminhada”.

Elaine Machado
Coordenadora IAM/Regional Sul II





Comentários