IAM do Brasil realiza formação na arquidiocese de Maputo, Moçambique


A última etapa da visita ao Moçambique realizada pelo secretário nacional da Infância e Adolescência Missionária (IAM), padre André Luiz de Negreiros e pela coordenadora estadual da IAM do Paraná, Elaine Machado, se deu em Maputo, a capital do país. A iniciativa faz parte da cooperação entre as Pontifícias Obras Missionárias (POM) do Brasil e as missões naquele país da África austral e contribuiu para a formação de assessores e líderes de grupos da IAM em algumas dioceses. O primeiro trabalho aconteceu na região norte, na arquidiocese de Nampula, entre os dias 31 de julho e 2 de agosto. Em seguida, a equipe realizou encontros em Cuamba, na diocese de Lichinga.

Já na arquidiocese de Maputo as visitas e formações, foram realizadas nos dias 8 a 11 de agosto, nas paróquias Santo Antônio de Malhangalene, Nossa Senhora das Vitórias, Sant’Ana, Santa Teresinha e paróquia de Todos os Santos. Naquela arquidiocese, a IAM está organizada há 10 anos e os grupos se preparam para celebrar, a partir de outubro, o Ano da IAM com o objetivo de expandir a Obra.

Segundo Elaine Machado, o encontro com a coordenação diocesana da IAM de Maputo, foi muito proveitoso para conhecer a realidade, as atividades em curso, os desafios e organização. “Na paróquia Sant’Ana fomos acolhidos pelos padres redentoristas argentinos e na paróquias Santa Teresinha pelos missionários da Consolata. Nessa paróquia a formação reuniu cerca de 800 crianças”, relata Elaine.

No domingo, dia 11, padre André Luiz celebrou missa na paróquia de Todos os Santos. Em seguida, houve um encontro com quase 500 as crianças da IAM de diversas comunidades. Na oportunidade foram apresentadas a história e o carisma da IAM, os padroeiros, o compromisso e o hino com os gestos.


Na comunidade das Irmãs Pilarinas, após o almoço com as crianças, adolescentes e assessores da IAM, houve apresentações, danças e cânticos com a animação típica dos moçambicanos. “A despedida foi emocionante. Somos gratos a Deus pela IAM em Moçambique onde vivemos momentos muito rico de partilha e conhecimento. O nosso coração veio cheio de alegria e entusiasmo para continuarmos a missão por aqui”, sublinhou Elaine. “Trazemos conosco o expressivo e sincero sorriso das crianças no qual expressam naturalmente o rosto humano de Deus”.

Para o padre André Luiz, “a visita a Moçambique foi muito preciosa pela quantidade de crianças, adolescentes e jovens envolvidos no trabalho com a IAM. É impressionante a sede de formação. Destacaria também o compromisso representado pelo esforço em sair de casa cedo, participar ativamente da formação e dos encontros. Foi bonito ver que cada um levava o seu alimento e partilhava com os colegas. A acolhida do povo, dos missionários brasileiros e de outros países fez-nos sentirmos em casa”, destaca padre André.

Márcia Neide Andrick, 13 anos, manifestou o desejo de ser missionária. “Eu gostaria de ser uma missionária e andar pelo mundo inteiro para falar de Jesus e da Infância Missionária e dizer às pessoas como é bom amar Jesus, porque Ele nos ama muito. Eu adoro estar na IAM porque eu sinto isso todo dia”, testemunhou a adolescente.

A assessora diocesana da IAM em Maputo, Mirian Morgado, revela o sentimento de toda a equipe. “Ficamos muito felizes em conhecer um pouco mais a IAM do Brasil e como trabalham. Mesmo em meio a dificuldades, muito nos entusiasma em saber que podemos fazer do mundo um lugar melhor através da IAM. Que as nossas crianças possam conhecer Jesus. Aprendemos muito nestes poucos dias e queremos, mais firmes e responsáveis comemorar os 10 anos de IAM aqui em Maputo. Foi uma alegria a vossa presença. Aqui ficamos em orações por toda a IAM do Brasil”, completou.

Confira também:

Comentários

  1. É muito bom saber que tem pessoas se preocupando com a infância do mundo inteiro, é bom saber que em cada parte do mundo a crianças rezando por crianças, que há pessoas se preocupando com o futuro das crianças! Foi muito bom vos ter recebido em nossa casa, foi um privilégio enorme ter estado convosco. Agradecer a vocês por terem estado connosco e nos contado um bocado da vossa infância. Peço em nome da infância missionaria que rezem por nós e estejamos sempre unidos na fé, na alegria e na esperança! Todas crianças do mundo... Bju glande pa uces

    ResponderExcluir

Postar um comentário