Header Ads

Santas Missões Populares no campo e na cidade


No mundo, infelizmente, 250 milhões de crianças entre 5 e 14 anos de idade, trabalham arduamente em atividades econômicas nos países em desenvolvimento. O fenômeno das crianças trabalhadoras, escravizadas, exploradas e vendidas é comum em muitos países do sul do mundo, assim como na Europa, onde menores são obrigados a se prostituir, a mendigar ou são jogados para o mundo do crime. Entre 2008 e 2010, conforme dados da agência Eurostat, foram identificadas 23.632 vítimas do tráfico em 27 países europeus. Diante disso, a Infância e Adolescência Missionária (IAM) não pode ficar de braços cruzados porque faz parte do seu carisma olhar além-fronteiras.

Além das muitas experiências da IAM em prol das crianças e adolescentes do mundo, existe também a sua participação nas Santas Missões Populares (SMP), assim como acontece com a Juventude Missionária. Em muitos lugares as crianças, adolescentes e jovens ainda são vistos como meros “figurantes”. Aparecem como anjinhos nas procissões e liturgias, procissões de oferendas ou encenações. Outras vezes, as crianças servem de acompanhantes para os adultos, pois assim, há mais facilidade para acessar os edifícios ou grandes condomínios, visto que as crianças podem afastar o medo da violência sentido por porteiros e síndicos.

Porém, já existem muitíssimas experiências onde as crianças, adolescentes e jovens atuam como verdadeiros protagonistas das SMP: visitam as famílias e dialogam com elas, sobretudo com seus amiguinhos. Leem a Bíblia, apresentam Jesus e Sua Igreja e convidam para um relacionamento de amizade com o Senhor, acolhendo as pessoas. Procuram dar bom testemunho nas escolas, nas famílias e nas ruas onde vivem.

Nós, da Infância, Adolescência e Juventude Missionária, acreditamos no protagonismo das crianças, adolescentes e jovens. Acreditamos em sua capacidade e força evangelizadora. Temos um lema: “criança ajuda e evangeliza criança” e buscamos colocá-lo em prática.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.