Começa hoje o 1º Congresso Americano da IAM


O Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo, começa a acolher nesta manhã os primeiros assessores que participarão do 1º Congresso Americano da Infância e Adolescência Missionária (IAM), que inicia na tarde desta sexta-feira (23). O encontro vai reunir 654 assessores e coordenadores da IAM, vindos de 17 países, sendo 523 do Brasil. O evento conta ainda com cerca de 60 voluntários nos vários serviços.

Com o tema “IAM da América a serviço da missão” e o lema “Vocês são meus amigos”! (Jo 15,14), o congresso é promovido pelas Pontifícias Obras Missionárias (POM) do Brasil em parceria com as POM do continente americano.

Entre os convidados ganha destaque a secretária-geral da Pontifícia Obra da Infância Missionária, Dra. J. Baptistine Ralamboarison, que virá de Roma.

As principais atividades serão realizadas no auditório do Santuário de Aparecida e na Escola Estadual Conselheiro Rodrigues Alves, em Guaratinguetá. A programação inclui painéis temáticos em português e espanhol, testemunhos, fóruns e missas na Basílica e nas paróquias da região, além de uma noite cultural.

Tendo em vista maior interação com as paróquias locais, os participantes serão hospedados pelas famílias de Aparecida e Guaratinguetá, conforme já é tradição fazer em congressos missionários.

De acordo com os organizadores, o encontro tem por objetivo reunir secretários e animadores da IAM para celebrar em nível de América, a finalização das comemorações dos 170 anos de fundação da Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária. Por ocasião desta data, entre os meses de maio de 2013 e maio de 2014, celebra-se o Ano da IAM no Brasil.

O secretário nacional da IAM, padre André Luiz de Negreiros, destaca que o encontro pretende ainda, fortalecer a comunhão missionária entre os assessores e secretários nacionais da Obra, além de traçar linhas de ação para os trabalhos da IAM no continente e reanimar a espiritualidade e o carisma, através do exemplo de seu fundador dom Carlos Forbin Janson.

Comentários