Header Ads

#FalaSério: No México, o maior número de crianças trabalhadoras se encontra nos Estados da região Sudeste do país


No Estado de Yucatan, no México, vivem em situação de extrema vulnerabilidade cerca de 4 mil e 680 crianças de 5 a 17 anos. Elas trabalham nos campos, no setor da construção, na fabricação e no comércio, e muitas vezes são forçadas a suspender ou abandonar os estudos. Um estudo chamado "Formulário do Trabalho Infantil 2013", divulgado pela Secretaria do Trabalho e Previdência Social (STPS), juntamente com o Instituto Nacional de Estatística e Geografia (INEGI), indica que o maior percentual de menores trabalhadores se registram nos Estados do sudeste do país.

Entre Guerrero, Oaxaca, Tabasco, Campeche, Chiapas e Quintana Roo trabalham entre 10 e 13,9% da população infantil, no Yucatan 8,4%. O INEGI também afirma que no país existem 29,3 milhões de crianças, das quais 8,6% (2 milhões e quinhentas mil), estão envolvidas em alguma atividade econômica.

Em Yucatan, de acordo com o último censo de 2010, que registrava um milhão e 995 mil habitantes, estima-se que cerca de 28% tenha de 5 a 17 anos e deles 8,6% trabalham, cerca de 4 mil e 680 crianças. Segundo uma pesquisa do STPS, a maioria das crianças do sexo masculino trabalha na agricultura e na indústria de construção, enquanto as meninas estão envolvidas em trabalho manual e no comércio. Os Estados signatários da Convenção Internacional dos Direitos da Criança, incluindo o México, reconhecem o direito da tutela do menor contra a exploração econômica e envolvimento em qualquer tipo de trabalho em risco ou que possa prejudicar seu percurso educacional.


FONTE: Agência Fides - 09/09/2014

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.