IAM de Ipanguaçu comemora 18 anos


Com desejo de evangelizar e promover o carisma da igreja católica entre as crianças e adolescentes, nasce em abril de 1996, no município de Ipanguaçu (RN), na época com pouco mais de 9 mil habitantes, a Infância Adolescência Missionária (IAM), anos mais tarde vindo a se chamar Infância Adolescência e Juventude Missionária (IAJM), responsável na cidade por implantação de grupos religiosos, construção de capelas, projetos sociais e comunitários que são realidade até hoje.

Anualmente, IAJM Ipanguaçu celebra no mês de Dezembro a implantação desta Obra Pontifícia, entre as crianças e seus familiares. Este ano o movimento católico nascido na França, pelas mãos do Bispo de Nancy, Dom Carlos Forbin-Janson, completa 18 anos de existência no município.

E para marcar mais um aniversário a IAJM promove na tarde deste domingo, 28, o desfile missionário, com a participação de integrantes do grupo religioso presente hoje em comunidades ruais e na zona urbana da cidade. Além do desfile, um bolo gigante de 18 metros de comprimento celebra a nova idade, bolo esse fruto de doações das famílias e colaboradores da missão, que ao final do desfile é compartilhado entre a comunidade sob os pés da estatua de Santa Teresinha do Menino Jesus, padroeira universal das missões.

O projeto de missão antes nascido a penas para evangelizar crianças e adolescentes, hoje é responsável por implantação como a biblioteca infanto-juvenil Professora Maria Hilca de Melo Alcântara, brinquedoteca comunitária e banda de música implantadas na sede, localizada na zona urbana, na qual teve sua estrutura totalmente reformada e ampliada, graças a doações advindas de viagens beneficentes, festas da padroeira Santa Teresinha e colaborações de devotos que anualmente lotam a matriz de Nossa Senhora de Lourdes, e fazem sua contribuição durante todo o ano. Além de uma kombi que possibilita os missionários percorrer as comunidades e cidades vizinhas no trabalho de evangelização.

Em estado permanente de missão, a IAJM do município de Ipanguaçu, localizado a 214 km da capital do estado, mostra com simplicidade e força de vontade transformações na vida de centenas participantes e ex-participantes, que conquistam o seu espaço na sociedade, de forma participativa e eficaz, colocando em prática atitudes aprendidas e compartilhadas em encontros semanais, que hoje fazem diferença na vida de muitos.

Comentários