Juventude e Adolescência Missionária da arquidiocese de Brasília realiza encontro


Com o objetivo de partilhar e celebrar o ardor missionário dos grupos de adolescência e juventude missionária a Pontifícia Obra da Propagação da Fé, na arquidiocese de Brasília (DF) realizou, nos dias 12 e 13, o segundo Encontro Arquidiocesano da Juventude e Adolescência Missionária.

Centrado no tema: “Não nos deixemos roubar o entusiasmo missionário’’ (EG 80), e no lema: “Enviou-me para cuidar dos que estão com o coração quebrantado, anunciar liberdade aos cativos e libertação das trevas aos prisioneiros” (Is 61,1), o encontro reuniu, na paróquia São João Batista do Gama, entorno da capital federal, 60 jovens e adolescentes de quatro comunidades.

Com muito entusiasmo queremos também possibilitar aos jovens que não conhecem o mistério de Jesus Cristo, o encanto com Ele, lembrando sempre dos jovens de todos os continentes e dos missionários espalhados pelo mundo, com nossas orações e intenções”, relata Lucas Vinícius R. Silva, da coordenação da JM na Capela São Luís Gonzaga.

O secretário nacional da Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo, padre Sávio Corinaldesi, abriu a programação com uma reflexão sobre a figura do missionário. “O missionário é alguém que descobriu a beleza e a importância de conhecer a Cristo, alguém que ‘sai da frente do espelho’, onde enxerga só a si mesmo e se coloca na frente da janela onde poda conhecer a realidade a ser evangelizada”, afirmou padre Sávio e em sua sabedoria complementou: “o missionário é alguém que sai da sua terra e vai onde os irmãos precisam dele”.

O encontro teve gincana, momento de espiritualidade e missão. Na arquidiocese de Brasília existem quatro grupos de JM e outros três em processo de formação. Ao final, os participantes foram convidados a realizar encontros semelhantes em suas comunidades.

Comunicação, JM de Brasília (DF).

Comentários