Em ano dedicado ao fundador, missionários e missionárias da Consolata participam de romaria


Dentro das comemorações do Ano do Allamano, foi realizada no sábado, dia 24 de janeiro, a esperada romaria ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP). Participaram da romaria pouco mais de mil romeiros, vindos de várias paróquias e comunidades onde trabalharam ou ainda trabalham os missionários e as missionárias da Consolata no Brasil.

A celebração das 9h no Santuário, transmitida pela Rede de Comunicação e Evangelização Aparecida, marcou o momento ímpar durante a romaria. Dentre numerosos concelebrantes, a missa foi presidida pelo bispo da Diocese de Estância (SE), dom Giovanni Crippa, também missionário da Consolata. Na celebração, durante a homilia, dom Giovanni lembrou a figura do Bem-aventurado José Allamano, fundador da Família Consolata, que esteve durante 46 anos como reitor do Santuário Nossa Senhora Consolata, em Turim, na Itália. Dom Giovanni lembrou a todos o amor que Allamano descobriu em Nossa Senhora Consolata, tendo fundado, em 1901 e 1910, o Instituto Missionário da Consolata e o das Missionárias da Consolata, respectivamente.


Dom Giovanni falou do amor de Deus como fonte da missão Ad Gentes: "conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria". O bispo concluiu lembrando a todos sobre a importância da Missão Ad Gentes, citando o número 29 do Documento de Aparecida.

Após a celebração eucarística, os romeiros foram acolhidos no auditório Padre Noé Sotillo, nas dependências do Santuário. Lá deu-se continuidade ao encontro dos vários grupos. Uma equipe foi organizada para animar este momento. Destaque foi a apresentação dos jubilares, tanto dos missionários, quanto das missionárias da Consolata.


Na ocasião, a superiora das missionárias da Consolata no Brasil, Irmã Anair Voltolini, convidou a todos para participar das várias atividades propostas em prol da beatificação no dia 23 de maio de 2015, da missionária da Consolata, Irmã Irene Stefani, no Quênia.


Dentre os romeiros, também esteve presentes grupos de Infância, Adolescência e Juventude Missionária, implantados e assessorados pelas Missionárias da Consolata. "Conheci a Família Consolata através da Ir. Loredana Pignata, responsável por implantar a 'Garotada Missionária' em nossa paróquia. Foi através dela que aprendi a amar os povos dos cinco continentes; tinha apenas 14 anos... Ainda nesta caminhada, conheci tantos outros: irmãs, padres, seminaristas, leigos Missionários da Consolata, que, ainda hoje, me encantam e animam com seu testemunho missionário.", expressou Rodrigo Piatezzi, coordenador diocesano da IAM na Diocese de São Miguel Paulista e responsável pelo blog da Garotada Missionária (http://gartadamissionaria.blogspot.com).


O último evento do Ano do Allamano será no próximo dia 15 de fevereiro, com missa no Santuário de Santa Terezinha, no município de São Manuel, SP, onde os missionários da Consolata iniciaram o seu trabalho no Brasil, em 1937.

Com informações da Revista Missões

Assista a homilia de Dom Giovanni Crippa

Comentários