Header Ads

#FalaSério: Agrava-se o fenômeno do abandono de menores nas ruas da Bolívia


Segundo o Serviço de Gestão Social (Sedeges) do Governo de Cochabamba, vivem na cidade mais de mil meninos, meninas e adolescentes nas ruas. O problema existe desde 1986 quando, devido a políticas governativas, milhares de trabalhadores ficaram desempregados e as famílias se desagregaram.

Não obstante a obra de várias ONGs e organizações dedicadas ao apoio a pessoas que vivem nas ruas, esta faixa social continua a aumentar. Além da marginalização, grande parte destas crianças e adolescentes inalam gasolina.

O Arcebispo emérito de Cochabamba, Dom Tito Solari, identificou o fenômeno como um dos mais graves do município. Durante o seu mandato episcopal, foi instituído o Projeto Musuj Runa, no âmbito da Comissão para a Marginalização e a Inserção Social da Pastoral Social do Arcebispado. Nos últimos 10 anos, foram salvas mais de mil crianças das ruas.

O sucessor de Dom Solari, Dom Oscar Aparicio, se comprometeu em continuar a recuperar estes j ovens e a colaborar com os órgãos estatais. O objetivo é que o projeto se torne realidade e que os menores deixem de viver nas ruas. O problema do abandono e das violências em crianças requer atenção urgente, principalmente por parte do Estado.

FONTE: Agência Fides - 23/01/2015

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.