#GotasMissionárias: Televisão, que luz é essa?


Hoje faremos uma pequena pausa para refletirmos sobre o efeito de um dos meios de comunicação e sua influência direta no processo de desenvolvimento das nossas crianças e adolescentes. Em nosso cotidiano estamos cada vez mais envolvidos pela mídia, principalmente a televisão, que procura despertar o desejo de ter fama e dinheiro e de pertencer a um mundo irreal, ou seja, aquele veiculado por ela.

Quando na década de 50 surgiam timidamente os primeiros aparelhos, não podíamos medir a velocidade com que a TV se tornaria um equipamento indispensável nos lares brasileiros. Refém do poder econômico, a TV brasileira, nos "bombardeia" com uma enxurrada de novos produtos e nova programação com a mesma intenção: favorecer o consumo generalizado, sendo as nossas crianças alvos fáceis das programações. Isso sem falar dos noticiários e suas "entrelinhas".

Uma pesquisa revelou que entre 2000 e 2005, a programação voltada ao público infantil foi reduzida à metade e, mais recentemente quase não vemos mais programas infantis na TV aberta, com isso as crianças não têm outra opção a não ser assistir à programação adulta.

A preferência das crianças e adolescentes consultados é pela programação destinada à sua faixa etária, porém, no geral o resultado mostrou que 40% optam por desenhos, 20% por telenovelas, 16% pela programação infantil sem desenhos, 11 % por programas de humor, os demais preferem os filmes e os programas esportivos, tendo em sua maioria excessos de violência (repudiado pelas crianças e adolescentes consultados). Lembrando que apenas 45% assistem TV acompanhados dos pais e a metade de todo o grupo assiste TV à noite, essa é a luz que chega para a maioria das nossas crianças!

Diante desta realidade, o que fazer, como membros da Infância e Adolescência Missionária? A nossa atitude nos torna mais ou menos amigos de Jesus? As Diretrizes da IAM nos lembram que "o testemunho da vida cristã é a primeira forma de Evangelização". As pessoas crêem "mais nos fatos do que nas palavras. A primeira forma de dar testemunho é a própria vida do missionário e da missionária". Ao falar aos discípulos, Jesus ensinava que "a lâmpada do corpo é o olho. Se o olho é sadio, o corpo inteiro fica iluminado. Se o olho está doente, o corpo inteiro fica na escuridão" (Mt 6, 22-23). Vamos prestar mais atenção a esta luz que chega aos olhos dos nossos meninos e meninas.

De todas as crianças do mundo, sempre amigos!

Roseane de Araújo Silva
Missionário leiga e pedagoga do Rede Pública do Paraná.

Sugestão para Grupo
- Acolhida.
- Motivação (objetivo): refletir com as crianças a influência da televisão em nosso dia-a-dia.
- Oração: neste momento iremos rezar pelas crianças do mundo inteiro que ainda não conhecem Jesus.
- Comentário dos compromissos semanais.
- Leitura do Evangelho de João 15, 12-16: "O fruto do discípulo é o amor".
- Compromissos missionários: ouvindo o Evangelho, somos chamados a sermos amigos de Jesus, porém, no nosso dia-a-dia, a programação da televisão muitas vezes nos afasta uns dos outros. Vamos organizar na capela ou na paróquia um momento de partilha com outras crianças (da escola ou da comunidade), convidando-as a se tornarem amigas de Jesus, missionárias construtoras de um mundo melhor, o mundo que Deus sonhou para todos nós.
- Gesto concreto: organizar uma pesquisa na comunidade com as seguintes questões: "Quando eu vejo televisão eu gosto de..." e "Quando eu vejo televisão eu não gosto de...". Montar na paróquia ou capela um mural com os resultados, enfatizando as preferências da criançada e os compromissos assumidos pela Infância Missionária na comunidade.
- Momento de agradecimento ao Deus Pai.
- Canto e despedida.

FONTE Revista Missões - Maio 2006

Comentários