Cofrinho da IAM 2016


A Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM) divulgou, no mês de agosto, o relatório dos cofrinhos referente ao ano de 2016. Segundo dados enviados até o dia 30 de agosto por grupos de IAM espalhados pelo Brasil, o total arrecadado é de R$ 58.138,47.

4ª Jornada Nacional da IAM
A IAM em todo o Brasil realiza todos os anos, no último domingo do mês de maio, uma Jornada Nacional. O roteiro da celebração inclui a consagração das crianças e adolescentes durante a Coroação de Nossa Senhora, a entrega do lencinho e do escudo da IAM, e a coleta do cofrinho com a oferta que se destina, a cada ano, a um continente. Em 2016, o continente escolhido foi a Europa para onde será enviado o dinheiro arrecadado a ser utilizado pelos missionários brasileiros, em seus trabalhos junto às crianças e adolescentes refugiados. Deus seja louvado por tão grande generosidade de nossos pequenos grandes missionários.

Além dos cofrinhos, parte das ofertas da Campanha Missionária de outubro é destinada ao Secretariado Geral da IAM em Roma. Somado às contribuições de outros países, o dinheiro financia cerca de três mil projetos no mundo inteiro, desde 2004. “São projetos que protegem a vida, tais como centros para crianças órfãs, casas de acolhida para crianças de rua ou assistência de saúde aos recém-nascidos e escolas infantis. Estas são prioridades”, explica padre André. “Também há projetos que visam a formação cristã mediante a construção de salas para o catecismo, edição de publicações religiosas e animação missionária entre as crianças”, completa o secretário. O continente que mais recebe ajudas é o africano, com 52% do total arrecadado. Em seguida aparece a Ásia, onde são destinados 40% dos donativos. A América Latina aparece em terceiro e a Oceania em quarto, somando juntas 8% do total.

Como surgiu a ação concreta da IAM?
Quando o bispo francês dom Carlos Augusto de Forbin-Janson fundou a Associação da Santa Infância em 1843, seu desejo era que todas as crianças do mundo pudessem conhecer a Jesus e ter uma vida digna, mas que as próprias crianças com suas orações e donativos fizessem isso, ajudando-se pelo mundo inteiro. Por isso, as crianças da IAM cooperam espiritualmente com orações e materialmente com ofertas, fruto de seus sacrifícios. Essas ajudas são necessárias, conforme diz o próprio compromisso da Obra: “Uma Ave-Maria por dia e uma moeda por mês”.

De todas as crianças e adolescentes do mundo, sempre amigos!

Comentários