Header Ads

#FalaSério - Cerca de 400 mil crianças podem morrer de fome na República Democrática do Congo


Há 400 mil crianças que "correm o risco de morrer" de fome na região de Kasai no centro da República Democrática do Congo (RDCongo), alertou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Num relatório divulgado em Kinshasa a Unicef assinala que 3,8 milhões de pessoas, incluindo 2,3 milhões de crianças, necessitam de ajuda humanitária na região de Kasai.

Cerca de 770 mil crianças com menos de cinco anos, que representam metade das crianças no Congo, sofre de desnutrição aguda. Destas, à volta de 400 mil correm perigo de vida.

A região de Kasai era uma das mais ricas e pacífica do Congo até 2016, quando começou a violência entre forças governamentais e milícias tribais devido a uma disputa com um chefe local. O conflito levou ao recrutamento de milhares de crianças por grupos armados.

"O conflito e o deslocamento continua a ter consequências devastadoras para as crianças em Kasai", disse a subdiretora executiva da Unicef, Fatoumata Ndiaye, acabada de regressar de uma missão na zona. "Milhares de crianças deslocadas passaram meses sem acesso aos serviços de que necessitam e o seu bem-estar sofreu tremendamente. Agora que o acesso está a melhorar, o governo e os parceiros humanitários, com o apoio da comunidade internacional, devem promover intervenções que salvem a vida destas crianças antes que seja tarde demais".

A insegurança alimentar no Kasai tem vindo a agravar-se devido à queda acentuada na produtividade das terras. Muitas famílias expulsas das suas casas foram impedidas de plantar e colher, causando o aumento dos níveis de subnutrição.

Para ajudar as crianças daquela região da ​​​​​​​República Democrática do Congo, a Unicef pediu 74 milhões de euros, dos quais apenas obteve 25%.

FONTE: www.jn.pt - 15/05/2018

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.