Destaque

Lectio Divina - A leitura orante da Palavra de Deus


O monge Guigo II, que no século XII criou este método, sugere a ideia de uma escada que nos ajude a subir até Deus. Analisamos a seguir os quatro degraus que somos convidados a subir.

1º Degrau – LEITURA
O que o texto nos diz?
1. Leia lentamente o texto, ao menos duas vezes.
2. Ainda não é hora de tentar tirar uma mensagem para sua vida. Apenas tente compreender o que o texto significaria na época em que foi escrito.
3. Tente reconstruir o texto. Quem são as pessoas que aparecem no texto e qual é a situação de cada uma? De acordo com o texto, qual é o papel de cada uma e quais seriam seus sentimentos? Aparece algum conflito no texto? Como é resolvido? Qual é o rosto de Deus no texto?
4. Nesse degrau, pode ajudar um subsídio que faça compreender melhor o contexto e o sentido do texto.

2º Degrau – MEDITAÇÃO
O que Deus quer nos dizer com esse texto?
1. Destaque os versículos mais fortes para você (sem tentar interpretá-los, sendo fiel às palavras do texto).
2. Atualize o texto, comparando a situação da época com a situação atual. Procure perceber o que tudo isso tem a ver com a sua, a nossa vida cristã.

3º Degrau – ORAÇÃO
O que esse texto me faz dizer a Deus?
1. Tudo o que foi lido e meditado é transformado em conversa orante com Deus.
2. A oração é o instante no qual somos convidados a falar com Deus, através do louvor, do agradecimento, do pedido, da súplica, do oferecimento, do perdão dirigido a ele: “Senhor, eu te peço… Eu te louvo e agradeço meu Deus…”. Dialogar diretamente com Deus: tenha “um trato de amizade com aquele que nos ama” (Santa Teresa).
É necessário silêncio...

4º Degrau – CONTEMPLAÇÃO
Contemplar é ver a vida com os olhos da fé.
Esse passo está ligado ao anterior; às vezes, não percebemos quando termina um e começa o outro. Volte-se para a sua realidade (ao seu dia a dia) e veja sua vida com o olhar iluminado pelo Espírito Santo. Não se trata de pensar “o que fazer”, mas como seguir Jesus, a partir desse texto? É a primazia do ser sobre o fazer. Esse fazer será o resultado de um novo ser humano: discípulo missionário de Jesus Cristo.

Postar um comentário

0 Comentários