Header Ads

A Infância e Adolescência Missionária da prelazia de Lábrea (AM) realiza Congresso


A Infância e Adolescência Missionária da prelazia de Lábrea (AM) realizou no final de semana, dias 14 a 16, um Congresso que reuniu 88 pessoas entre crianças, adolescentes, jovens e assessores de comunidades ribeirinhas e indígenas. Os participantes eram das paróquias de Lábrea, Canutama, Pauini, Tapuá e da Área Missionária de Belo Monte. Segundo a coordenação da IAM local, atualmente, em toda a prelazia existem 49 grupos.

Na programação do Congresso, o secretário nacional da IAM, padre André Luiz de Negreiros abordou o tema: “IAM da América a serviço da missão”. Falou sobre a metodologia da IAM, o perfil da criança missionária e o Ano da IAM no Brasil. Um dos momentos fortes foram as celebrações e os testemunhos das crianças e adolescentes.

Ao chegar, padre André foi recebido com uma música que dizia: ‘No céu da Amazônia a floresta é nosso lar’. “Senti uma alegria imensa quando tomei conhecimento da existência de 49 grupos da IAM e um da Juventude Missionária. Mas o que mais me impressionou foi saber que a IAM está coordenando várias comunidades da prelazia”, destacou padre André que ainda aproveitou para visitar o Seminário, o colégio Marista e grupos de IAM em Lábrea.

Em outra frente, nos dias 10 a 14 de junho, o Conselho Missionário Regional (Comire) Noroeste da CNBB, realizou também em Lábrea, um encontro de formação e animação missionária. O tema de estudo foi: “Por uma Igreja toda missionária” e contou com a assessoria de Aldemísia Magalhães e Eunice Bandeira da coordenação do Comire. A programação contemplou formação para lideranças pastorais, movimentos e conselhos missionários; visita a comunidades indígenas e reunião com a equipe da Pastoral Indigenista, além de reunião com o Conselho Missionário da prelazia e formação para IAM e Juventude Missionária.

A IAM é o meu xodó e o Congresso veio coroar a semana de trabalhos missionários na prelazia”, afirmou Aldemísia Magalhães, coordenadora do Comire.

Isabel, religiosa da congregação das Irmãs Josefinas, trabalha na Área Missionária de Belo Monte e explica que lá, “existem muitas crianças que vivem sem rumo. A IAM tem sido uma porta que se abre para elas com esperança de construirmos uma comunidade melhor”.

A hospedagem dos participantes no Congresso foi feita nas famílias que estavam presentes na missa dominical celebrada na catedral da prelazia, onde foram homenageadas pelos congressistas.

FONTE: POM

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.