Peregrinação ao Santuário de Aparecida marca Ano do Fundador da Família Consolata


Os missionários e missionárias da Consolata celebram um ano especial dedicado à memória do Bem-aventurado José Allamano. A iniciativa tem como principal finalidade tornar mais conhecido o carisma e a espiritualidade das duas congregações por ele fundadas, hoje presentes em 26 países.

Como parte das celebrações do Ano do Allamano acontece na manhã deste sábado, 24 de janeiro, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida (SP), uma programação especial com a participação de mais de mil peregrinos de várias partes do Brasil. Haverá missa no Santuário, às 9h, presidida por dom Giovanni Crippa, IMC, bispo de Estância (SE), celebração transmitida pela TV Aparecida. Em seguida, acontecerá um grande encontro dos peregrinos no auditório do Santuário.

Allamano "é um ser humano que deu certo. Por isso sempre encanta pela sua simplicidade, pela sua humanidade e santidade. Os grupos de romeiros e romeiras que partem de vários estados deste imenso Brasil rumo a Aparecida é um sinal concreto desta adesão, admiração e compromisso missionário do jeito do Allamano", afirma Irmã Melânia Lessa, MC, uma das coordenadoras da Romaria.

Além dos dois institutos, masculino e feminino, fundados em Turim, norte da Itália em 1901 e 1910, respectivamente, a Família religiosa congrega Leigos e Jovens Missionários. A Revista Missões, um veículo de informação e formação missionária da Igreja no Brasil, editada pelos institutos, publica um encarte mensal com ensinamentos e testemunhos sobre Allamano. (www.revistamissoes.org.br)

Entre as atividades já realizadas ao longo do Ano, o ícone do Bem-aventurado Allamano peregrinou pelas comunidades, grupos e famílias onde há presença da família religiosa com a distribuição de santinhos, folders e rosários. Também foram realizados encontros de formação sobre a pedagogia e metodologia Allamaniana, retiros e uma Missão Jovem em cinco paróquias de São Paulo, além de encontros de Amigos da Consolata.

O Ano do Allamano teve início no dia 16 de fevereiro de 2014 e encerra no mesmo dia e mês em 2015, quando é lembrada a morte do Bem-aventurado. O ato conclusivo será em São Manuel (SP), cidade que em 1937 recebeu os primeiros missionários da Consolata no Brasil. Foi o início de uma história que continua nas obras, seminários e paróquias.

José Allamano nasceu no dia 21 de janeiro de 1851, em Castelnuovo D'Asti, ao norte da Itália, foi ordenado padre em 1873 e dedicou a maior parte de sua vida, 46 anos, ao Santuário de Nossa Senhora da Consolata, em Turim, também na Itália. De sua profunda devoção e amor à Consolata, Allamano nomeou os institutos que fundou para a Missão ad gentes, em sua homenagem.

Fonte: Revista Missões

Comentários