Header Ads

#GotasMissionárias: "Prevenir é o melhor que remediar!"


Abordaremos nessa semana uma situação bem real e preocupante junto aos nossos pequenos. Infelizmente ocorre cada dia mais cedo o aliciamento de crianças e adolescentes ao mundo das drogas. A mídia nos revela isso e nos choca em razão da tenra idade das vítimas desse grande mal. Quando é que os nossos pequenos são conduzidos ao mundo das drogas? Começa quase sempre como uma curiosidade, um atrevido movimento ao mundo adulto, como se fosse necessário comprovar tamanha façanha por meio do uso de entorpecentes. Mas, por outro lado, o que nós adultos estamos fazendo ou deixando de fazer com estas crianças e adolescentes? Em que momento nós perdemos nossos pequenos para os traficantes e para as drogas?

Um estudo recente publicado pelo UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) revela que as crianças e adolescentes ao se sentirem abandonados ou não queridos pela sociedade, expressam suas frustrações por meio do abuso de drogas, comportamento violento e criminalidade, condicionando assim de forma adversa o curso de sua vida adulta. Esse estudo aponta ainda, que o envolvimento com drogas de um modo geral, atinge em torno de 72% das mortes violentas entre os menores de 18 anos.

Em muitos casos, eles são aliciados junto às saídas de suas escolas ou em espaços comuns a sua idade. Muitas vezes a droga chega por meio dos grupos ao qual o adolescente ou criança se interessa em integrar ativamente. Por essa razão, se faz preciso esclarecer desde muito cedo o uso indevido das drogas e os seus males, sem descuidar da atenção necessária aos nossos pequenos, com carinho e amor.

Prevenir nunca é demais e a prova disso é a experiência que vem acontecendo a algum tempo, junto às escolas brasileiras do ensino fundamental pelos educadores e policiais militares em vários estados. Semanalmente policiais militares atuam nas salas com crianças de 10 a 11 anos, com lições objetivas para prevenir o uso de drogas e a violência. Inspirada em um programa norte-americano similar, o PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência no Paraná, por exemplo, já atingiu um milhão de pessoas, com um indicativo de que apenas 3% dos alunos com 14 anos tiveram contato com drogas, incluindo a simples oferta.

No tempo de Jesus, Ele se preocupava e amava as crianças, mesmo as desprezadas (Lc 9, 46-48). Na IAM aprendemos a tornar Jesus conhecido e amado por todos sem distinção, principalmente entre as crianças e adolescentes.

De todas as crianças do mundo, sempre amigos!

Roseane de Araújo Silva
Missionária leiga e pedagoga do Rede Pública do Paraná.

Sugestão para o grupo
- Acolhida (preparar o ambiente com os símbolos missionários, as cores dos continentes, a Bíblia).
- Motivação (objetivo): refletir com o grupo o uso indevido das drogas e sua prevenção.
- Oração espontânea pelas crianças e adolescentes presas no mundo das drogas.
- Partilha dos compromissos semanais.

- Leitura da Palavra de Deus (sugestões para os 4 encontros):
Realidade Missionária: Mateus 25, 31-40. No Evangelho de Mateus, Jesus nos mostra que se identifica com os pequenos e oprimidos e espera que tenhamos uma prática de defesa junto aos que sofrem, aos injustiçados. Este deve ser o nosso compromisso. O que já ouvimos falar sobre consumo e tráfico de drogas?
Espiritualidade Missionária: Lucas 9, 46-48. Ser missionário é demonstrar que temos os pés e os olhos na realidade, o coração e os ouvidos na Palavra de Deus. Em que poderemos melhorar em nossa caminhada missionária? Que Maria, mãe de Jesus e nossa, possa nos ajudar a perseverar em nossa caminhada como amigos de Jesus. Rezemos uma Ave Maria.
Compromisso missionário: Marcos 14, 66-72. No Evangelho de Marcos, Pedro demonstra receio e nega Jesus três vezes. Quantas vezes somos tentados a mudar de opinião e de escolhas? Em alguns momentos estas escolhas apenas nos atrapalham. Para o próximo encontro, providenciar materiais para organizar o mural da comunidade ou paróquia sobre drogas e violência. O sacrifício do mês será destinado aos centros de recuperação ou socioeducacionais que atendem crianças e adolescentes.
Vida de Grupo: Tiago 2, 7-10. Em sua Carta Tiago nos recorda a Lei mais importante que Jesus nos ensinou, que é a do amor. Organizar o mural sobre drogas e violência, apresentar na celebração e expor na paróquia.

- Momento de agradecimento (fazer preces espontâneas a partir do tema e da reflexão do Evangelho).
- Canto e despedida.

FONTE: Revista Missões - Abril 2011

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.