IAM e JM promovem encontros de formação em Macapá (AP)


A cidade de Macapá (AP) sediou os encontros de aprofundamento e formação para assessores e coordenadores da Infância e Adolescência Missionária (IAM) e da Juventude Missionária (JM). Estiveram presentes 28 assessores e 24 coordenadores de nove paróquias da diocese de Macapá.

Os eventos foram realizados de 9 a 11 de setembro, na paróquia São Pedro. O encontro de formação para assessores foi conduzido pelo secretário nacional da IAM, padre André Luiz de Negreiros. O sacerdote abordou temas voltados para crianças, adolescentes e jovens; reflexões sobre as necessidades, sofrimentos, igreja e família. Padre André também destacou a prática da cultura do encontro, fazendo um paradoxo com a parábola do Bom Samaritano.

O encontro com os coordenadores de grupos da IAM foi assessorado pela coordenadora diocesana da IAM, Socorro Chaves. Os jovens Angley Pantoja e Regilane Dias, da JM, abordaram os temas espiritualidade missionária; ano jubilar da misericórdia, refletindo sobre as sete obras de misericórdias corporais e espirituais; perfil do coordenador da IAM; perfil do líder da JM e os testemunhos dos jovens missionários na caminhada dentro da Obra.


A noite cultural teve apresentação teatral, danças e paródias. Os participantes cantaram parabéns pelos 173 anos de fundação da IAM.

Leandro Silva, assessor da IAM e membro da JM na paróquia Nossa Senhora de Fátima, elogiou o evento. “Foi um encontro muito dinâmico e produtivo. O acolhimento da paróquia São Pedro agradou a todos e os temas expostos pelo padre André serão muito usados nos grupos da IAM. Resumindo, foi uma formação muito boa.

O coordenador da IAM na paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Abel Ricardo Ramos, afirmou que o encontro será inesquecível. “Eu gostei dos trabalhos em grupo, de fazer novas amizades, gostei muito das reuniões, dos assuntos para os coordenadores e dos assessores do encontro. Também gostei da noite cultural, foi bem animada. Vou sentir falta da paróquia São Pedro, não esquecerei e vou ser muito feliz na Infância Missionária, juntamente com meu grupo”.

Com informações da JM, diocese de Macapá (AP)

Comentários