IAM em Santa Catarina ganha novo impulso com assembleia do COMIRE


A Assembleia do Conselho Missionário do Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), encerrada no dia 09 de outubro, em Lages (SC), aprovou a realização de formação de multiplicadores da Infância e Adolescência Missionária, até 2018. Os delegados também referendaram a realização do VI Congresso Missionário Regional, em junho.

Os missionários consideram preocupante que, em geral, adolescentes encerrem sua participação na Igreja ao receberem o sacramento da Crisma. De acordo com o projeto aprovado, “os motivos para isso são muitos e nada fáceis de serem detectados, mas a IAM (Infância e Adolescência Missionária) pode ajudar a inverter essa tendência, pois sua pedagogia global visa formar crianças e adolescentes comprometidos, protagonistas e missionários em suas comunidades, tendo sempre o olhar para a missão além-fronteiras”.

O fortalecimento da IAM é proposto no Plano Regional de Pastoral da CNBB em Santa Catarina, até 2019. Por isso, a organização decidiu oferecer capacitação sobre a história, a metodologia, a mística e o agir da IAM e ampliar as habilidades dos participantes para que atuem como multiplicadores, através de técnicas e dinâmicas que favoreçam a organização e a ampliação do trabalho da IAM nas dioceses.

A formação, com 50 vagas, acontecerá em Lages e terá três ciclos, o primeiro de 03 a 05 de março de 2017.

Já o Congresso Missionário Regional, que chega à sua sexta edição, acontecerá na Arquidiocese de Florianópolis, com tema “A alegria do Evangelho, coração da missão profética, fonte de reconciliação e comunhão”, uma conferência e oito oficinas, para cerca de 400 pessoas. Animação missionária, iniciação a vida cristã, Compromisso dos leigos, das leigas e das famílias para com a missão e Infância, Adolescência e Juventude Missionária estarão entre as opções do participantes.

Os representantes de iniciativas missionárias das dioceses de Santa Catarina, estavam reunidos desde sexta-feira, 7. Eles ainda aprovaram o novo regulamento e reelegeram a coordenação, que tem o padre Celso Carlos Puttkammer dos Santos à frente, para outro mandato de dois anos.

Comentários