ÁFRICA - No continente africano 23 milhões de pessoas podem passar fome

Pai chora diante do túmulo de seu filho na Somália;
a cada três meses, 1 em 10 crianças morre de fome no país


Alarme da Federação Internacional da Cruz Vermelha (FICR) em relação à crise alimentar que poderá afetar 23 milhões de pessoas nas áreas áridas da África ocidental, se a intervenção não for imediata. A FICR, grupo de coordenação nacional para a Meia Lua Vermelha de todo o mundo, estimam que atualmente de 10 a 14 milhões de pessoas na região do Sahel não possuem alimento suficiente por causa da pouca chuva, pestes e inundações locais.

Num recente encontro feito pelas Nações Unidas, o representante da IFRC para o Sahel declarou que as colheitas no Chade e Mauritânia correspondem somente à metade do necessário para a população.

Agência Fides - 15/02/2012

Comentários