Header Ads

Educadores, religiosos e leigos discutem a articulação da IAM nas escolas


A articulação da Infância e Adolescência Missionária (IAM) nas escolas é um dos temas da 3ª Semana de Formação Missionária para Educadores, que reúne religiosos e leigos, educares e coordenadores de pastoral em Brasília (DF). A reflexão foi permeada pelos tópicos da ação pastoral e pedagógica na unidade educacional e a linha metodológica para o trabalho da IAM nas escolas.

Gilson Prudêncio Júnior partilhou com os 24 participantes da Semana de Formação, as atividades da IAM realizadas pela Rede Marista. “A IAM está se difundindo, cada vez mais, aqui no Brasil, e se potencializando bastante nas escolas católicas. Aí existe uma necessidade de um estudo mais aprofundado e direcionado para as escolas, uma vez que existem algumas diferenciações da escola para a comunidade eclesial. Durante esta Semana partilhei nossa sistematização com a IAM e vamos tentar ajudar as outras escolas católicas a refletirem a prática com a IAM em sua ambiência”.

Gilson explicou que o ser humano é um ser integral e a IAM contribui com esta integralidade. “A IAM contribui com o protagonismo e a liderança. Além do aspecto eclesial, cristão, de despertar valores e a espiritualidade cristã, a IAM também contribui na reflexão sócio-política de crianças e adolescentes em prol de outras crianças e adolescentes, tanto no Brasil como além fronteiras”.

O professor completou: “Vale muito a pena ter a IAM nas escolas. Hoje nós temos por volta de três mil crianças participando da IAM e os frutos são enormes. Além de contribuir com o projeto político pedagógico esta Obra contribui, e muito, na nossa missão educativa, já que o nosso carisma é a evangelização em todas as dioceses do mundo”.

Irmã Marlene Aparecida Tomé trabalha no colégio Imaculada Conceição, em Barbacena (MG), e espera implantar grupos da IAM por lá. “Nosso desejo é levar a IAM para o colégio. Vim para esta formação buscar algo novo e informações concretas sobre a IAM nas escolas. Está sendo muito interessante e incentivador participar desta Semana”.

A religiosa trabalha com a IAM na paróquia São Sebastião e espera ser uma facilitadora da Obra dentro da escola também. “A partir da minha experiência na comunidade paroquial eu creio que a IAM na escola vai trazer um grande crescimento para as crianças. Essa visão de mundo que elas devem ter, deixar de pensar somente em si, no seu lugarzinho e olhar para o além”.

Os participantes da Semana de Formação puderam partilhar as experiências com a IAM realizadas nas suas realidades. Diana Tavares de Souza é professora e animadora da IAM no colégio Nossa Senhora das Graças, em Patos de Minas (MG). “Na área pastoral eu ajudo como animadora da IAM. Na nossa escola temos encontros da IAM uma vez ao mês e já pude ver diferença no relacionamento das crianças. Depois que as crianças começaram a participar da IAM elas sabem conviver melhor na sociedade, elas sabem falar do amor de Deus na vida de cada um”.

A professora espera ampliar as ações da IAM onde ela trabalha. “Nesta formação vivemos uma experiência única, refletindo vários temas e todos eles nos mostram que o verdadeiro caminho a ser seguido é o de Jesus e a base da escola é muito importante. Depois desta Semana conseguiremos ampliar o trabalho da IAM na minha escola”.

O secretário nacional da IAM, padre André Luiz de Negreiros, afirmou que a IAM está crescendo nas escolas católicas por todo país, por isso é tão importante criar uma linha metodológica para o trabalho desta Obra.  “É muito importante realizar formações como esta para alinharmos a inserção da IAM na ambiência educativa. Algumas coisas já foram firmadas e colocadas no papel, como por exemplo, a iniciativa de trabalhar com a IAM deve ser da congregação que gerencia a escola, da diretoria da escola para depois chegar até as pessoas que são responsáveis pelo trabalho pastoral na escola. Seguindo esses passos o trabalho vai fluir. Isso é o que a gente espera que aconteça com todas as escolas associadas da ANEC, que assumiram como meta implantar a IAM na sua ambiência educativa”.

A 3ª Semana de Formação Missionária para educadores e educadoras, promovida pelo Centro Cultural Missionário (CCM), as Pontifícias Obras Missionárias (POM) e a Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC), termina nesta sexta-feira, dia 29.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.